Magnussen coloca Force India como exemplo e mostra confiança no futuro da Haas: “Time está indo na direção certa”

Kevin Magnussen avaliou que a Haas está se desenvolvendo na direção correta e apostou em um futuro promissor para a equipe. Dinamarquês colocou a Force India como um exemplo de que uma equipe pequena pode ser bem sucedida

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Kevin Magnussen acredita que a Haas tem condições de repetir o caminho trilhado pela Force India. Dinamarquês colocou o time de Esteban Ocon e Sergio Pérez como um exemplo de que as equipes pequenas podem ter sucesso na F1. 
 
A Haas terminou a temporada 2017 com o oitavo posto no Mundial de Construtores, 140 pontos atrás da Force India, que somou sua maior pontuação na F1. Em sua segunda temporada na F1, a Force India conquistou uma pole e um segundo lugar no GP da Bélgica, enquanto a Haas esteve no top-6 em suas duas primeiras corridas.
Kevin Magnussen se mostrou confiante no futuro da Haas (Foto: Haas)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Falando à publicação inglesa ‘Autosport’, Magnussen considerou que a performance da Haas até aqui é melhor do que o desempenho do time de Vijay Mallya em suas duas primeiras temporadas na F1, quando foi décimo e nono em 2008 e 2009, respectivamente.
 
“Estou muito confiante de que podemos avançar e mostrar que equipes pequenas podem ir bem. A Force India está mostrando isso”, disse. “Se você olhar para as primeiras temporadas da Force India na F1, como um time estreante, nós corremos e fizemos melhor, então parece bom e acho que o time está indo na direção certa”, opinou.
 
Ao contrário da Haas, que nasceu do zero em 2016 comandada por Gene Haas, a Force India foi criada por meio da compra de uma estrutura existente. Entretanto, a escuderia norte-americana tirou vantagem de uma parceria técnica com a Ferrari.
 
Ex-Renault, Magnussen assistiu à distância a melhora de sua antiga equipe, mas aposta na capacidade da Haas de enfrentar a construtora francesa.
 
“A Renault está indo bem, mas me sinto muito bem aqui e sinto que podemos melhorar e lutar com a Renault se tivermos tudo no lugar”, completou.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube