Marco de ‘nova era asiática’, Malásia anuncia despedida do Mundial de F1 após 19 temporadas em 2017

2017 vai marcar a despedida do GP da Malásia do calendário. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (7) por Sean Bratches, diretor comercial da F1, que também confirmou a volta dos GPs da França e da Alemanha, indicando uma tendência da categoria em voltar a priorizar suas corridas mais tradicionais

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O calendário 2018 vai certamente contar com pelo menos uma modificação. Em comunicado conjunto, a F1 e o Circuito Internacional de Sepang anunciaram nesta sexta-feira (7) que o GP da Malásia deste ano vai ser o último do país da categoria. No fim das contas, é a confirmação da intenção do país, que se mostrava preocupado com a queda de audiência e também com os custos altos para a realização da prova. O contrato da Malásia com a FOM (Formula One Management) tem duração até 2018.

 
A Malásia foi o primeiro país da leva asiática que invadiu a F1 a figurar no Mundial com um traçado concebido por Hermann Tilke em 1999. Eddie Irvine foi o primeiro vencedor da prova no ano em que Michael Schumacher teve de se ausentar por algumas provas por seu grave acidente no GP da Inglaterra daquele ano. 
 
O heptacampeão venceu três edições da prova nas proximidades de Kuala Lumpur, mas foi outro alemão quem o superou em quantidade de triunfos naquela pista: Sebastian Vettel, com quatro no total.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

É o fim: o GP da Malásia se despede do Mundial de F1 em 2017 (Foto: Mercedes)
"É sempre triste dizer adeus a um membro da família F1. Por quase duas décadas, os fãs malaios se mostraram um dos mais apaixonados", declarou Sean Bratches, diretor comercial da categoria. 
 
"Como dissemos em Melbourne, temos grandes planos para trazer a nossa base global de fãs mais perto do esporte do que nunca, fornecendo uma experiência digital e criando novos eventos. E estamos ansiosos para falar destes planos ao longo da temporada”, afirmou o executivo, nomeado pelo Liberty Media, novo dono da F1.
 
O novo dirigente da categoria aproveitou para ressaltar o retorno do GP da França após dez anos de ausência e garantiu que a Alemanha vai constar no calendário do ano que vem.
 
"Vamos ter 21 etapas animadas no calendário de 2018 com as adições das corridas francesa e alemã", comentou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Não houve no comunicado uma menção pela saída, mas sempre se soube que a F1 nunca deu o mesmo retorno financeiro que a MotoGP dá, por exemplo — tanto que o contrato com a categoria de Valentino Rossi e companhia foi estendido recentemente.

 
Uma das investidoras principais da corrida e empresas mais conhecidas do país é a Petronas, justamente a que tem o patrocínio-máster da Mercedes. Ainda são incertos os planos da petrolífera na F1.
 
O GP da China, o segundo do campeonato, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Xangai AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube