Massa coloca Williams na frente em segundo treino livre esvaziado e comprometido pela forte chuva em Sochi

Com poucos carros na pista, a F1 teve uma sexta-feira complicada na Rússia. O primeiro treino livre foi atrapalhado por um vazamento de combustível inusitado de um caminhão que lavou a pista de diesel. E no período da tarde, a forte chuva se fez presente e impediu as equipes de completarem seus programas. Melhor para Felipe Massa, que colocou no fim da sessão a Williams na ponta

Definitivamente, a sexta-feira (9) não foi a ideal para os pilotos que estão em Sochi para disputar o GP da Rússia de F1. Depois de um primeiro treino livre totalmente prejudicado e, na prática, encurtado por um vazamento de combustível na pista causado por um caminhão de serviço, a segunda sessão no Parque Olímpico acabou sendo bastante atrapalhada pela forte chuva. Assim, poucos pilotos resolvaram se arriscar na pista, já que a previsão do tempo para a sequência do fim de semana é de tempo bom. Levou a melhor quem se arriscou mais: dentre os pilotos que registraram volta, o mais rápido foi Felipe Massa, que colocou a Williams na ponta do treino já com o cronômetro zerado.

Apenas oito pilotos registraram tempos em Sochi nesta tarde. Além de Massa, o ponteiro da segunda sessão, Sebastian Vettel, o segundo colocado, e Valtteri Bottas, o terceiro. O restrito grupo foi completado por Max Verstappen, Fernando Alonso, Daniil Kvyat, Carlos Sainz Jr. e Jenson Button. Felipe Nasr foi um dos 12 pilotos que sequer se arriscou diante do asfalto encharcado do Parque Olímpico.

No último segundo, Massa anotou a melhor volta do esvaziado treino da tarde em Sochi (Foto: Reprodução)

Confira como foi o segundo treino livre do GP da Rússia de F1:

A chuva que ameaçou dar as caras no primeiro treino livre, mas ficou só na ameaça, veio com tudo na segunda sessão do fim de semana em Sochi, encharcando o liso asfalto do Parque Olímpico. Antes mesmo do início das atividades da tarde, a situação prejudicou muito o cronograma de pilotos e equipes no sentido de busca pela maior quilometragem possível, uma vez que a previsão do tempo para o restante do fim de semana é de tempo ameno, porém sem chuva.

A forte chuva em Sochi indicava que, muito provavelmente, o treino livre desta tarde seria vazio e com pouquíssimas emoções na pista. Nas arquibancadas, pouquíssimas pessoas acompanhavam a espera pelo começo de fato da sessão.

Depois de 20 minutos de absoluto silêncio, Sebastian Vettel, com pneus para chuva extrema, fez roncar o motor Ferrari e foi o primeiro a acelerar no molhado circuito de Sochi. Não chovia naquele momento na região do traçado, mas a água ainda era abundante em alguns bons trechos. Mas o piloto da Ferrari não abriu volta e logo recolheu de volta para o pit-lane, para onde seguiu para cumprir um teste de largada.

Fernando Alonso levantou água durante seu primeiro stint nesta tarde em Sochi (Foto: Reprodução)

Em seguida, foi a vez de Alonso ganhar a pista, também com pneus azuis, para chuva forte. Mas o bicampeão do mundo só completou uma volta de instalação antes de voltar para os boxes. Definitivamente, a pista ainda não oferecia as melhores condições aos pilotos: metade mais seca, mas a outra metade extremamente encharcada.

Levou outro bom tempo para que Alonso voltasse a movimentar o treino em Sochi com sua McLaren. O espanhol foi até ao fim e completou sua primeira volta rápida, mas o tempo foi altíssimo: 2min05s599. Mesmo com a pista ainda bem crítica, a presença de Alonso encorajou outros pilotos, como Valtteri Bottas, que colocou sua Williams para acelerar em Sochi, mas não chegou a completar uma volta rápida.

Pouco antes, as câmeras da transmissão da FOM (Formula One Management) focalizaram Massa nos boxes da equipe inglesa. Àquela altura, o treino estava tão parado e sonolento que o brasileiro aproveitou para relaxar um pouco dentro do cockpit do seu FW37 #19. Assim como o brasileiro, Nico Rosberg estava todo preguiçoso nos boxes da Mercedes. Enquanto isso, Alonso seguia completando voltas e melhorando seu tempo, mas acima de 2min. Sua melhor marca, com mais de 45 minutos de sessão, era de 2min01s077.

A Mercedes se fez presente na sessão quando colocou Rosberg na pista aos 50 minutos de sessão. Nico, assim como os outros pilotos do treino, deixou os boxes com pneus para chuva forte. Mas assim como fizera Bottas, o alemão não chegou a completar uma volta rápida: "Condições desafiadoras", escreveu a Mercedes via Twitter, descrevendo com perfeição a situação do asfalto de Sochi.

Felipe Massa reproduziu bem o que foi o segundo treino do fim de semana em Sochi (Foto: Reprodução)

Mas ao mesmo tempo, a virtual equipe campeã do mundo liberou Lewis Hamilton para fazer uma simulação de largada e avançar para a pista. O bicampeão abriu volta rápida diante de um asfalto que parecia ainda mais encharcado em alguns pontos. Só que o britânico repetiu Rosberg e também recolheu de volta para os boxes.

Aí a Toro Rosso deu uma movimentada no treino ao colocar seus dois pilotos na pista para completar um stint de voltas rápidas. Carlos Sainz e Max Verstappen enfrentaram uma pista bastante difícil e quase rodaram. Sinal de um asfalto que piorou ao longo da sessão. Mesmo com uma STR10 melhor que a McLaren, nenhum dos jovens talentos taurinos conseguiu bater a marca de Alonso, que seguia soberano na ponta.

Felipe Nasr, por sua vez, sequer vestiu o macacão. Ciente de que não seria muito útil uma ida à pista, o brasileiro seguiu nos boxes da Sauber acompanhando o desenrolar do treino.

Depois de uma sequência de voltas, enfim a Toro Rosso assumiu a liderança. Com Verstappen, a equipe de Faenza se colocou na ponta da sessão. O fenomenal holandês registrou 2min00s806. E eram apenas três, Max, Alonso e Sainz os pilotos com tempo aferido na tarde na Rússia. Até que Sergio Pérez tinha deixado os boxes para acelerar com sua Force India, mas o mexicano não conseguiu completar uma volta, uma vez que optou por regressar ao pit-lane.

Na parte final do treino, a chuva voltou a apertar em Sochi e praticamente impossibilitou qualquer evolução em termos de tempo. Pelo contrário. Muitos pilotos, receosos em danificar o equipamento, optaram mesmo por voltas de instalação, quando muito, ou mesmo um treino sem ao menos uma volta rápida completada.

Daniil Kvyat, piloto da casa, se apresentou diante dos parcos torcedores presentes nas arquibancadas de Sochi e completou algumas voltas. Mas o russo não conseguiu levar a Red Bull à ponta do treino num primeiro momento. Kvyat anotou 2min01s418 e se posicionou momentaneamente em terceiro lugar. Já Sebastian Vettel chegou a deixar os boxes, mas abortou sua volta e sequer completou volta rápida durante a tarde.

No fim da sessão, Bottas enfim conseguiu destronar Verstappen do topo da tabela de tempos. Com 2min00s782, o finlandês, que marcou a melhor volta da corrida do ano passado, se colocou na ponta e fechou uma esvaziada tarde na liderança em Sochi. Não que signifique muito, no fim das contas. Já com o cronômetro zerado, Valtteri melhorou e registrou 2min00s688. Até que Massa, com 2min00s458, subiu para o topo da tabela de tempos, superando de uma vez só seu companheiro de equipe e também Sebastian Vettel, que havia se colocado na liderança segundos antes.

PADDOCK GP
Assista à edição #1 da mesa-redonda do GRANDE PRÊMIO

F1, GP da Rússia, Sochi, treino livre 2:

1 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 2:00.458   6
2 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 2:00.659 +0.201 8
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 2:00.688 +0.230 8
4 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 2:00.806 +0.348 7
5 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 2:01.077 +0.619 12
6 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 2:01.418 +0.960 6
7 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 2:02.805 +2.347 7
8 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 2:02.845 +2.387 8
9 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES     6
10 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI     3
11 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES     3
12 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES     3
13 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES     3
14 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT     1
15 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI     0
16 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES     0
17 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI     0
18 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES     0
19 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI     0
20 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI     0
    TEMPO 107% TL2   2:08.890 +8.432  
               
RECORDE LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:38.338 11/10/2014  
MELHOR VOLTA VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:40.896 12/10/2014  
               
    Condições do tempo   CHUVA ar: 13-14ºC | pista: 17-18ºC  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube