Massa impressiona, deixa Red Bull, Mercedes e Ferrari para trás e lidera manhã do quinto dia de testes da F1

Felipe Massa superou todos os favoritos no primeiro treino da semana em Barcelona. O brasileiro andou no ritmo da Red Bull de Daniel Ricciardo durante a manhã em Barcelona e na hora final da sessão usou os pneus supermacios para marcar o segundo melhor tempo da pré-temporada até agora : 1min19s726

#GALERIA(6951)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A ensolarada manhã que abriu a segunda sessão de testes de pré-temporada da F1 teve Red Bull e a Williams como os grandes destaques nesta terça-feira (7). Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, respectivamente pilotos da Ferrari e Mercedes, andaram bem e não enfrentaram maiores problemas, mas os grandes destaques deste primeiro período em Barcelona foram Daniel Ricciardo e Felipe Massa. O australiano liderou praticamente toda a manhã de testes no circuito catalão e teve a chance de, pela primeira vez na pré-temporada, apresentar a força da Red Bull em termos de performance em voltas rápidas. Mas, na meia-hora final, Massa assumiu a liderança da sessão ao registrar, com pneus supermacios, 1min19s726, apenas 0s021 mais rápido que o melhor tempo da pré-temporada até agora, estabelecido por Valtteri Bottas na terça-feira passada.

Massa impressionou. Uma semana depois de completar as primeiras voltas com o novo FW40, o piloto da Williams teve grande performance nesta manhã com um carro equilibrado e que dá a primeira impressão de ser muito bem-nascido. Felipe sempre andou entre os primeiros colocados e, com pneus macios, o brasileiro chegou a ficar apenas 0s007 atrás do tempo registrado por Ricciardo, deixando para trás os carros de Mercedes e Ferrari, em teoria mais fortes que a Williams neste começo de ano. Até que veio a grande marca da manhã, feita por Massa com os compostos supermacios. No fim, Ricciardo até esboçou uma reação ao sair dos boxes com os pneus ultramacios, mas o brasileiro manteve a ponta pela manhã.

Hamilton, sem grandes problemas, fechou a manhã em terceiro, logo à frente de Vettel, que foi o dono da maior quilometragem nesta manhã, ultrapassando a distância de uma corrida em Barcelona, ou 66 voltas completadas. O tetracampeão realizou 79 voltas neste primeiro período. Esteban Ocon, da Force India, completou o rol dos cinco primeiros colocados. Kevin Magnussen, com a Haas, foi o sexto, à frente de Daniil Kvyat, piloto da Toro Rosso. Stoffel Vandoorne terminou em sétimo com a caótica McLaren, que voltou a ter problemas com o motor Honda. Pascal Wehrlein, que está plenamente recuperado do acidente sofrido na Corrida dos Campeões e finalmente foi à pista com a Sauber, finalizou em nono, enquanto Jolyon Palmer terminou em décimo e último com a Renault.

Massa entende que a Williams está bem perto do nível da Red Bull, ficando um pouco atrás de Mercedes e Ferrari. “No momento, a impressão que tenho é que depois de Mercedes, Ferrari e Red Bull, nós estamos lá, apesar de a Renault ter crescido bastante”, ponderou. Felipe colocou a Ferrari como uma “surpresa positiva” e concordou que a Red Bull apareceu como terceira força. “Não vi nada muito diferente no carro deles, como tínhamos imaginado, mas ainda é cedo, claro. Vamos ver o que eles vão trazer agora”, afirmou o brasileiro.

Após a pausa para o almoço, as atividades de pista nesta terça-feira agora retornam às 14h locais (10h de Brasília).

Felipe Massa (Foto: XPB)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Saiba como foi a manhã do quinto dia de testes de pré-temporada da F1

Com clima bom, sol e céu azul, Barcelona recebeu a F1 para a segunda semana de testes de pré-temporada. Testes decisivos para as pretensões das equipes, que buscam testar os carros em todos os aspectos possíveis antes do embarque para a Austrália, que vai começar logo com o fim da sessão, no fim de semana. A grande novidade na pista foi a presença de Pascal Wehrlein, que finalmente foi liberado para testar pela Sauber na Catalunha.

Jolyon Palmer, da Renault, foi o primeiro piloto a deixar os boxes nesta manhã. Mas o dono do primeiro tempo do dia foi Lewis Hamilton, que cravou 1min32s216 usando pneus macios. Mas no começo da sessão, o britânico começou o trabalho realizando testes aerodinâmicos com a Mercedes, mesmo programa estabelecido pela Red Bull com Daniel Ricciardo, que saiu com seu RB13 cheio de sensores acoplados, assim como a McLaren do jovem belga Stoffel Vandoorne.

Pouco depois, era a vez de Sebastian Vettel deixar os boxes. Também usando pneus macios, logo o alemão emendou um stint de voltas relativamente rápidas para o período e subiu para a ponta, primeiramente marcando 1min25s231. Em seguida, Seb baixou ainda mais sua marca, passando em 1min22s422. Pouco depois, era a vez de Felipe Massa retornar à pista para seu primeiro stint de voltas rápidas, tendo a chance de guiar novamente o FW40 após ter o gostinho de pilotar o novo carro da Williams na última segunda-feira. O brasileiro não demorou a entrar na 'casa' de 1min22s e registrou 1min22s927, avançando para o segundo lugar.

Daniel Ricciardo acelera seu Red Bull RB13 em Barcelona nesta terça-feira (Foto: F1/Twitter)

Após um breve período nos boxes, Vettel levou a Ferrari de volta à pista. Com pneus médios, mas sem marcas de identificação nas suas bandas, o alemão fez uma grande marca: 1min21s912, com a melhor parcial nos três setores da pista. Já Daniil Kvyat, em seu primeiro giro realmente rápido com a Toro Rosso, conseguia subir para terceiro com 1min23s408.

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Até que Ricciardo começou a mostrar o potencial da Red Bull. A equipe tetracampeã do mundo não impressionou na primeira semana de testes, mas passou a apresentar um bom trabalho nesta terça-feira. O australiano, na sequência de voltas rápidas bem consistentes com pneus macios, superou Vettel e marcou 1min21s233. Não satisfeito, Ricciardo foi ainda mais forte e melhorou ainda mais, registrando 1min20s964, confirmando a primeira colocação do treino. A título de comparação, seu melhor tempo na primeira semana de testes foi 1min21s153.

Hamilton e Vandoorne também voltavam à pista. Pouco depois, os dois conseguiram superar a marca estabelecida minutos antes por Massa. Os dois pilotos viraram tempos na casa de 1min22s, usando pneus macios. Porém, Massa também deixou os boxes e manteve a performance constante e muito consistente da Williams. Com 1min21s867, o brasileiro voltava à segunda colocação nesta manhã. Por sua vez, Palmer enfrentava problemas com a Renault na saída do pit-lane.

Lewis Hamilton (Foto: Twitter/F1)

Na esteira de uma boa sequência de voltas, Massa retomava os trabalhos com a Williams, que passava a priorizar testes aerodinâmicos com o FW40. O novo carro do time britânico se mostrava bem confiável e não tinha maiores problemas para ultrapassar as 30 voltas completadas, assim como Sebastian Vettel e sua Ferrari. Ricciardo também continuava na pista e, com pneus macios, melhorava ainda mais seu tempo, exibindo enfim o real potencial do RB13: 1min20s790 para o australiano. Pouco mais de 1s da melhor marca da pré-temporada até o momento.

O momento era de Ricciardo, mas Hamilton mostrava o equilíbrio do novo carro da Mercedes. Sem fazer força, Lewis anotava 1min21s080, batendo o tempo de Massa e subindo para segundo, 0s290 atrás da Red Bul do australiano. Vettel também andava bem em outro stint em Barcelona. Desta vez, com pneus médios, o alemão conseguiu se aproximar do tempo de Hamiltom com os macios e cravou 1min21s321, subindo para terceiro, logo à frente de Massa, que também melhorava seu tempo (1min21s617), mas seguia em quarto. Kvyat aparecia em quinto.

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Hamilton estava bem, assim como Vettel e Massa. Mas o grande nome da manhã era mesmo Ricciardo. Com forte ritmo, o piloto da Red Bull conseguia melhorar ainda mais seu tempo. Sempre usando pneus macios, o maior sorriso da F1 registrava 1min20s106, se aproximando cada vez mais da marca estabelecida por Bottas há uma semana. Voltas depois, Ricciardo andava ainda mais forte com 1min20s077. Em seguida, Massa também melhorava seu tempo e registrava excelente marca: 1min20s308, subindo para segundo lugar na sessão. Grande performance da Red Bull e baita forma apresentada por Massa nesta manhã.

E para reiterar seu excelente rendimento em Barcelona nesta manhã, Massa foi ainda melhor pouco depois e cravou volta apenas 0s007 mais enta que o tempo estabelecido por Ricciardo. Hamilton continuava em terceiro, enquanto Wehrlein, com um programa todo diferente e usando pneus duros e, depois, os médios, era o décimo e último colocado na lista dos pilotos na pista pela manhã. Vettel, por sua vez, passava a realizar simulações de corrida com a nova Ferrari SF70H e era o piloto com o maior número de voltas completadas, com 54, enquanto Massa também já ultrapassava a marca cinquentenária.

Ricciardo dava sequência à programação estabelecida pela Red Bull e pela primeira vez no dia deixava os boxes usando pneus supermacios. Mas foi um período bastante curto, com Daniel retornando para os boxes em seguida. A Toro Rosso finalmente andava bem e sem problemas na pré-temporada e aparecia em quinto com Kvyat, mas já na meia-hora final Esteban Ocon superou o russo e colocou a Force India no top-5.

Até que Massa calçou seu FW40 com pneus supermacios. Só que, diferente de Ricciardo, o brasileiro conseguiu realizar uma série de voltas rápidas. Sem perder tempo, o veterano não deixou pedra sobre pedra e assumiu a ponta com 1min19s726, ficando a apenas 0s021 da melhor marca da pré-temporada até agora, feita por Bottas com pneus ultramacios. Massa era, de fato, um dos grandes nomes desta manhã na Espanha. Ao mesmo tempo, Ricciardo deixava os boxes para tentar retomar a ponta, acelerando seu RB13 com pneus 'roxos'. O piloto ficou muito perto e marcou 1min19s900, assegurando a Massa a liderança da manhã na F1 em Barcelona.

 
GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a segunda sessão de pré-temporada em Barcelona com o repórter Thiago Arantes e o fotógrafo Arnau Puig. Acompanhe AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1, Testes coletivos, Barcelona, Dia 5, manhã:

1 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:19.726   64
2 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:19.900 +0.174 49
3 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:20.456 +0.730 49
4 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:21.127 +1.401 79
5 31 ESTABAN OCON FRA FORCE INDIA MERCEDES 1:21.347 +1.621 59
6 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN HAAS FERRARI 1:21.676 +1.950 44
7 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:21.965 +2.239 45
8 2 STOFFEL VANDOORNE BEL McLAREN HONDA 1:22.968 +3.242 34
9 94 PASCAL WEHRLEIN ALE SAUBER FERRARI 1:23.336 +3.610 47
10 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:24.790 +5.064 15

Os pneus são…

ultramacios | supermacios | macios | médios | duros

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube