Massa renova contrato por mais uma temporada e permanece como titular da Williams em 2016

Felipe Massa e a Williams vão prolongar sua união por mais um ano. O 'Diário Motorsport', parceiro do GRANDE PRÊMIO, soube que a equipe exerceu sua opção em renovar o acordo do brasileiro por mais uma temporada

Felipe Massa vai seguir na Williams em 2016. A equipe exerceu a opção de renovação, que era sua, e o brasileiro vai defender a organização de Frank Williams por mais uma temporada, soube o DIÁRIO MOTORSPORT, parceiro do GRANDE PRÊMIO. A informação ainda não foi confirmada oficialmente pelas partes.

O dono do FW37 #19 falara dias atrás sobre seu próprio futuro na F1 confiante em ficar por mais um ano na Williams. "Estou feliz onde estou", declarou. "Eu realmente gosto deste time. Eles me respeitam muito, eu me sinto mais relaxado aqui, e nós temos conseguido obter bons resultados, então não vejo razão para que as coisas mudem", emendou o veterano.

Felipe Massa segue na Williams em 2016 (Foto: AP)

Quando Massa deixou a Ferrari para assinar com o time de Grove, o contrato indicava que seriam duas temporadas com direito de uma terceira. "Nós temos uma opção para o próximo ano e não vejo motivo para que não possamos exercê-la, por isso não me interessei em falar com nenhum outro time. Os resultados são sempre melhores quando se está contente e confortável. Eu me sinto feliz aqui e acho que estamos fazendo um bom trabalho", ressaltou Felipe.

Até o momento, a Williams é a terceira colocada no Mundial, com 151 pontos, 220 a menos que a Mercedes. Ainda assim, a equipe inglesa já soma dois pódios em 2015, com o terceiro de Bottas no Canadá e a mesma posição de Massa na Áustria.

O próximo passo é definir quem será o companheiro de Massa no ano que vem. Parece certo que Valtteri Bottas vai fazer o caminho inverso do brasileiro e ir para a Ferrari para ocupar o lugar de Kimi Räikkönen. O 'Corriere dello Sport', inclusive, já dá como certo o acordo entre as duas equipes para que o finlandês seja liberado. O favorito a ocupar a vaga é o alemão Nico Hülkenberg, que já foi da Williams. Felipe Nasr, reserva no ano passado, também aparece na lista, mas segundo ouviu o 'Diário Motorsport', o retorno está sendo visto como "comercialmente inviável". 

Leia o Diário Motorsport, do jornalista Américo Teixeira Jr.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube