Verstappen minimiza nono lugar na sexta-feira e ressalta Red Bull “competitiva”

Enquanto Max Verstappen avaliou sexta-feira em Barcelona como "dia muito bom", Sergio Pérez ressaltou os problemas de tráfego a lamentou baixa duração do treino livre

Lewis Hamilton conquistou a vitória 97 na F1: assista aos melhores momentos do GP de Portugal de F1 (Foto: GRANDE PREMIO com Reuters)

Ocupando apenas o 9º e o 10º lugar no segundo treino livre do GP da Espanha, Max Verstappen e Sergio Pérez enxergaram o dia em Barcelona de forma diferente. A dupla da Red Bull viu a Mercedes sair em vantagem na sexta-feira (7), com Lewis Hamilton em primeiro e Valtteri Bottas logo atrás.

Verstappen, que foi 2º na primeira atividade do dia, mas fechou a tarde apenas no 9º lugar, elogiou o desempenho da Red Bull na pista de Barcelona, e culpou o resultado abaixo da média por conta de um erro na curva 10, que recentemente foi reformada. Apesar disso, o holandês não fez reclamações sobre o carro.

“No geral, acho que tivemos um dia muito bom e o carro parece competitivo. Eu espalhei um pouco na Curva 10 na minha volta rápida no segundo treino livre, mas não tenho nada grave a reportar em ambas as sessões”, disse o holandês.

“A mudança na Curva 10 deixou aparentemente a pista melhor em uma volta lançada quando você está dando seu máximo. É um pouco mais rápida e prazerosa de guiar, mas para ultrapassagens eu creio que será mais difícil”, seguiu.

Sergio Pérez acelerando em Barcelona.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“O quão competitivos estaremos amanhã sempre será uma questão que marca a sexta-feira, mas da nossa parte estamos bem contentes. É claro que você sempre quer evoluir e ir melhor, então temos de ter certeza que estaremos competitivos amanhã”, concluiu Max.

Apesar dos elogios de Verstappen, a postura do companheiro Sergio Pérez foi diferente. O piloto comentou que o dia em Barcelona foi complicado, e mesmo citando que a Red Bull tem um ritmo de corrida forte, ele lamentou os problemas com tráfego e a diminuição da duração dos treinos livres, que passou de 90 para 60 minutos.

“Foi um dia complicado hoje. Tivemos alguns atrasos em ambas as sessões que significaram que nos apressamos um pouco e andamos com certo trânsito na pista, e com menos tempo de treino este ano é importante ter boas voltas. De noite, entenderemos o que precisa ser feito e qual ritmo precisamos encontrar, especialmente em uma volta lançada”, disse em entrevista à Sky Sports.

“Acho que nosso ritmo de corrida é forte, mas temos trabalhos a fazer. Vamos ver o que encontraremos pois a classificação aqui é especialmente importante. Tenho esperança que conseguiremos recuperar o ritmo estando fortes amanhã”, finalizou.

Fórmula 1 volta a acelerar em Barcelona na manhã deste sábado para o terceiro treino livre, às 7h (de Brasília). Já a classificação que vai definir o grid de largada da quarta etapa da temporada está marcada para 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar