McLaren enfim vai à pista, e Button impõe ritmo forte e lidera segundo dia testes em Jerez

Jenson Button foi o mais rápido no segundo dia de testes da F1 em Jerez de la Frontera, nesta quarta-feira (29). A equipe britânica conseguiu impor um bom ritmo o dia todo, e o inglês soube bem aproveitar atividade espanhola para preparar o MP4-29 para 2014



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Se a McLaren enfrentou diversos problemas no primeiro dia de testes em Jerez, a quarta-feira (29) foi bem mais produtiva para os ingleses. E não só para eles. O caso é que Jenson Button finalmente conseguiu colocar o novo e prateado MP4-29 no traçado espanhol por 43 voltas e virou na mais rápida delas o tempo de 1min24s165.

A Ferrari também trabalhou bastante nesta segunda bateria de atividades, e Kimi Räikkönen, mais veloz ontem, registrou a segunda melhor marca, mas quase sete décimos atrás do inglês da McLaren. Mostrando bom ritmo também, Valtteri Bottas colocou a Williams em quarto, logo à frente de Nico Rosberg, piloto que mais trabalhou em Jerez hoje, com 97 voltas.

Jenson Button foi o mais rápido do dia em Jerez nesta quarta (Foto: Getty Images)

Confira como foi o segundo dia de testes da F1 em Jerez nesta quarta-feira


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Ao invés dos velozes F1, Jerez de la Frontera acordou com o barulho de caminhões. Isso porque a Pirelli decretou que o segundo dia de testes da pré-temporada também deveria ser dedicado à avaliação dos pneus de chuva. Explicando: de acordo com o novo regulamento, ao menos um dia de treinos tem de ser selecionado para o trabalho com os compostos feitos para pista molhada. Assim, a Pirelli escolheu esta quarta-feira (29) para isso, aproveitando a chuva que desabou na região da pista espanhola durante a madrugada, mas, como a água não foi suficiente, o traçado precisou ser molhado por meio dos tais caminhões.

Caminhão de água em Jerez (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Sinal verde para os trabalhos, os times foram à pista com os pneus para pista bem molhada. E Button foi também o primeiro a deixar os boxes. Esteban Gutiérrez e Valtteri Bottas seguiram logo depois o experiente inglês. Claro que as primeiras voltas foram apenas de instalação. E foi o mexicano da Sauber que primeiro fez o cronômetro realmente trabalhar, com 1min49s424, marca que rapidamente baixou na sequência, alcançando na primeira hora 1min44s610.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Depois, a Williams mandou Bottas de novo à pista. Kimi Räikkönen foi na sequência, quase que ao mesmo tempo que Sergio Pérez e a Force India. O piloto da equipe indiana logo surgiu na ponta, com 1mi41s444. Aí Räikkönen superou em dois décimos a marca do mexicano, enquanto Sebastian Vettel percorria já voltas de instalação pela pista. Button fazia o mesmo, em sua segunda saída dos boxes. 

Duas horas após o início com pista molhada, os pilotos já usavam os pneus intermediários. E Bottas era quem liderava a sessão, com 1min38s102. Räikkönen vinha em segundo, com Pérez em terceiro. Button e Vettel, com apenas três voltas completadas, permaneciam sem registro de tempo.

Mas Jenson não demorou muito para virar tempo. Pouco antes das 11h da manhã, o britânico entrou para a tabela, com 1min47s767. Um minuto depois, Gutiérrez causou a primeira bandeira vermelha do treino, ao rodar na curva 5 e ir parar na brita, mas sem bater na barreira de proteção. A paralisação foi rápida.

Sebastian Vettel teve o treino encerrado antecipadamente (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

E quem aproveitou a bandeira verde foi Nico Rosberg, saindo pela primeira vez com o W05 em Jerez. O início da tarde marcou o fim dos testes de pneus. A pista secou, e todo mundo resolveu andar de verdade. Assim, logo Button se colocou em primeiro, com 1min27s556, seguido por Pérez e Rosberg.

Bottas, Räikkönen, Vettel e Gutiérrez ainda mantinham as marcas da manhã. Mas não demorou muito para melhorar. A partir daí, se viu um revezamento na ponta entre Rosberg, Button, Pérez e Bottas, enquanto Vettel já não tinha mais como treinar, devido ao problema com o turbo do motor Renault de sua Red Bull.

Com uma hora para o fim, Button se fixou na ponta, com 1min24s165 e 43 voltas. Räikkönen pulou para segundo e por lá ficou até o fim, depois de completar 47 giros. Bottas acabou mesmo em terceiro, depois de liderar por grande parte da tarde. Amanhã, a F1 realiza o terceiro dia de atividades. E Felipe Massa terá a chance de andar pela primeira vez com o FW36.

Esteban Gutiérrez treina na chuva (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

F1 2014, treinos coletivos, Jerez, dia 2:

 
1
JENSON BUTTON
ING
McLAREN MERCEDES
 
1:24.165
 
43
2
KIMI RÄIKKÖNEN
FIN
FERRARI
 
1:24.812
+0.647
47
3
VALTTERI BOTTAS
FIN
WILLIAMS MERCEDES
 
1:25.344
+1.179
35
4
NICO ROSBERG
ALE
MERCEDES
 
1:25.588
+1.423
97
5
SERGIO PÉREZ
MEX
FORCE INDIA MERCEDES
 
1:28.376
+4.211
37
6
ESTEBAN GUTIÉRREZ
MEX
SAUBER FERRARI
 
1:33.270
+9.105
53
7
MARCUS ERICSSON
SUE
CATERHAM RENAULT
 
1:37.975
+13.810
11
8
SEBASTIAN VETTEL
ALE
RED BULL RENAULT
 
1:38.320
+14.155
8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
CÉU PARCIALMENTE NUBLADO
 
ar: 10ºC
 
 
 
Pneu intermediário
 
Pneu de chuva
 
 
 
 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube