‘Megafone’ deixa a desejar, e Rosberg pede outra solução para aumentar barulho do motor: “Essa não era a certa”

Nico Rosberg também disse que aproveitou dia “muito valioso” de testes para tentar se sentir mais confortável com os freios e a embreagem do carro da Mercedes

O box da Mercedes estava cercado de fotógrafos pela manhã quando Nico Rosberg se preparou para ir à pista pela primeira vez em Barcelona. O alemão tinha na traseira do bólido um experimento que visava aumentar os decibéis do V6 turbo adotado neste ano pela F1, apelidado de ‘megafone’, mas a peça não surtiu efeito.

Após a hora que ela passou montada no F1 W05 Hybrid, quem estava no Circuito da Catalunha percebeu que o barulho pouco mudou em relação ao que vem sendo escutado desde o início do ano.

Rosberg lamentou e disse que a Mercedes vai continuar se esforçando para tentar achar uma saída. “Infelizmente não mudou nada, então temos que continuar trabalhando. Queremos, como equipe, fazer os carros ficarem mais barulhentos pelo esporte. Precisamos continuar trabalhando e tentar outras soluções, pois essa não era a certa”, afirmou após o encerramento do segundo e último dia desta bateria de testes.

Nico Rosberg faa com jornalistas após teste de hoje (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

A respeito do programa que cumpriu ao longo do dia, o piloto explicou que tentou se sentir mais confortável com itens com os quais vem enfrentando dificuldades – especialmente os freios e a embreagem.

“Trabalhamos um pouco nos freios, que é uma das principais áreas em que ainda não estou confortável – muitas descobertas importantes nisso. E depois disso muita coisa de acerto, motor e todas essas coisas”, comentou.

O que não rendeu tanto foi a busca por uma melhor compreensão da embreagem, com o intuito de fazê-lo conseguir largadas melhores.

“É uma das nossas fraquezas. Acho que aprendemos um pouco nisso, mas não é tão fácil. Embreagem é uma coisa muito complicada”, disse.

Apesar disso, o piloto pensa que o fato de poder realizar um teste como esse durante a temporada é excelente. “Como um dia como esse é valioso. Em um fim de semana de corrida, você não pode testar nada. Em um dia como esse, você pode aprender muito”, destacou. Ele terminou em segundo lugar, atrás somente da Lotus do venezuelano Pastor Maldonado.

Agora as equipes da F1 voltam a se encontrar em pouco mais de uma semana. Os treinos livres para o GP de Mônaco acontecerão na próxima quinta-feira, dia 22, e a corrida está marcada para 25 de maio.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' os testes da F1 em Barcelona com o repórter Renan do Couto e o fotógrafo Xavi Bonilla. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube