Mercedes fecha 2019 com testes com pneus de 18” para 2021 em Abu Dhabi

Os trabalhos de pista da F1 definitivamente se encerram nesta segunda-feira (9) em Abu Dhabi. George Russell conclui a sessão de dois dias promovida pela Pirelli e acelera o Mercedes W10 para avaliar os pneus que a fábrica de Milão desenvolve para adotar a partir de 2021 na F1

Ainda que a temporada tenha se encerrado há mais de uma semana, os trabalhos de pista da F1 em 2019 se encerram mesmo oficialmente nesta segunda-feira (9), também em Abu Dhabi. A Pirelli encerra uma bateria de dois dias de testes para avaliar o desenvolvimento dos pneus de 18” que vão calçar os carros da categoria a partir de 2021. Os trabalhos de pista em Yas Marina têm a Mercedes como única equipe. George Russell foi o encarregado de guiar o W10 ao longo dos dois últimos dias de atividade de pista da F1 no ano.
 
Os testes com a Mercedes em Abu Dhabi fazem parte de um intenso cronograma adotado pela Pirelli que compreende não apenas a avaliação dos compostos da F1, mas também testes com carros da F2, categoria que vai se antecipar à F1 em um ano e vai usar os pneus de 18” a partir de 2020.
A sessão de Abu Dhabi é a quarta que a Pirelli promove para avaliar os pneus de 18” para a F1. Em setembro, Sergey Sirotkin pilotou com a Renault em Paul Ricard no mês de setembro. Em novembro, também no circuito francês, Carlos Sainz iniciou os trabalhos de avaliação dos novos compostos pela McLaren, mas o espanhol completou somente 39 voltas, já que o teste foi atrapalhado pelas condições do tempo na região do circuito. 
 
Em Interlagos, durante o fim de semana do GP do Brasil, Sainz falou sobre o fato de ter sido um dos poucos pilotos a testar com os pneus de 2019, 2020 e 2021. Sobre os compostos da próxima temporada, o espanhol deixou claro que prefere a versão deste ano, mas disse que não poderia dar mais declarações a respeito dos pneus de 18”.
 
No dia seguinte, foi a vez de Lando Norris dar sequência aos trabalhos com a McLaren e ser o terceiro piloto a acelerar um carro de F1 com os pneus de 18”.
 
Os pneus colocados à prova nos testes ao longo deste ano não são os definitivos, mas protótipos que a fábrica de Milão vem desenvolvendo e, com base nas informações colhidas nas atividades de pista, evolui até entregar a versão que vai calçar os carros da F1 em 2021, quando a categoria vai viver uma grande revolução no seu aspecto técnico, orçamentário e esportivo.
 
Enquanto a Pirelli encerra os trabalhos de pista com a F1 em Abu Dhabi, as equipes vão decidir, também nesta segunda-feira, qual versão dos pneus vai ser utilizada pela categoria na próxima temporada. 
 
Os compostos desenvolvidos para 2020 não foram do agrado dos pilotos, de modo que existe a possibilidade de a fornecedora italiana continuar com os compostos desenvolvidos para a temporada que se encerrou domingo passado. 

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube