Mercedes mantém cúpula e renova contratos de Wolff e Lauda até fim da temporada 2020 da F1

Diretor-esportivo e chefe de equipe da Mercedes, Toto Wolff vai seguir à frente da escuderia tricampeã do mundo ao menos por mais quatro temporadas, assim como o icônico ex-piloto Niki Lauda, que segue como presidente não-executivo. Wolff ainda permanece como sócio da equipe, tendo 30% das ações da Mercedes, enquanto Lauda mantém os 10% das ações

 

Peças cruciais para a Mercedes alcançar o protagonismo na F1 a partir de 2014, Toto Wolff e Niki Lauda vão permanecer na equipe pelo menos até o fim de 2020. A escuderia de Brackley anunciou hoje a renovação de contrato de dois dos mais importantes membros do time. Wolff chegou à Mercedes em fevereiro de 2013 para substituir o jornalista e antigo diretor-esportivo Norbert Haug. Toto virou chefe de equipe com a saída de Ross Brawn ao fim daquele ano. 

 
Além de diretor e chefe de equipe, o austríaco, hoje um dos homens mais influentes da F1, também permanece como sócio da Mercedes, com 30% das ações do time. Niki Lauda, lendário tricampeão mundial de F1, também permanece no time como presidente não-executivo e vai continuar com 10% das ações da Mercedes.
 
A confirmação da renovação de contrato de Wolff e Lauda com a Mercedes encerra um intenso período de negociações nos bastidores da equipe tricampeã do mundo, algo que foi desencadeado em dezembro com o surpreendente anúncio da aposentadoria do atual campeão da F1, Nico Rosberg. A Mercedes precisou negociar com a Williams a contratação de Valtteri Bottas e inclusive ajudou a equipe de Grove a bancar parte do contrato de Felipe Massa, que voltou da aposentadoria para disputar a temporada 2017 pelo time britânico.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Toto Wolff e Niki Lauda vão estar à frente da Mercedes pelo menos até 2020 (Foto: Getty Images)
Outra mudança importante foi a saída de Paddy Lowe, outra peça fundamental que ajudou a levar a Mercedes aos anos de domínio da F1. O engenheiro queniano de nacionalidade britânica deixou o posto de diretor-técnico para voltar à Williams como diretor-geral. O posto de Lowe foi assumido por James Allison, que retorna à F1 oito meses depois de ter deixado a Ferrari.
 
Lauda falou sobre o novo acordo e também sobre os últimos anos como dirigente da Mercedes. “Os últimos anos têm sido alguns dos mais agradáveis que eu tive na F1. Toto e eu formamos uma parceria perfeita na Mercedes e nós temos uma grande equipe em todos os níveis, que vem entregando resultados. Gostaria de agradecer a Dieter [Zetsche] e os outros membros da Daimler por renovarem sua confiança em nós”, disse o austríaco, endossado por Wolff.
 
“A cada dia que eu venho para a fábrica, eu me sinto humilde por ter o privilégio de representar este grupo inspirador de pessoas”, afirmou o chefe da Mercedes.
 
Zetsche, presidente da Daimler, dona da Mercedes, também festejou o novo acordo que manteve a cúpula do time tricampeão do mundo.
 
“É uma ótima notícia que Toto e Niki tenham prorrogado seus contratos. Em 2013 nós reestruturamos a gestão da equipe com o claro objetivo de melhorar nossa performance. Desde então, entretanto, os resultados excederam nossas expectativas. O fator-chave do sucesso foi a combinação do empreendedorismo de Toto e da experiência de Niki. A renovação do compromisso com eles dá ao nosso programa uma importante continuidade pelos próximos quatro anos”, comentou o executivo alemão.

Com todas as definições no quadro técnico e executivo da Mercedes para os próximos anos, a equipe agora se prepara para lançar o W08, carro de Hamilton e Bottas para 2017. A apresentação está marcada para a próxima quinta-feira (23), em Silverstone.
 

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube