Mercedes se vê “muito mais próxima” da Red Bull: “Agora, corremos pela vitória”

A briga pela vitória e segundo lugar de Lewis Hamilton no GP dos Estados Unidos deu ânimo à equipe alemã. Quem garante isso é o chefe Toto Wolff

As mudanças na asa dianteira, traseira e assoalho trouxeram ânimo para a Mercedes. A segunda colocação de Lewis Hamilton no GP dos Estados Unidos deste domingo (23), vencido por Max Verstappen, também.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

De acordo com o chefe da equipe alemã, Toto Wolff, os resultados e atualizações recentes são os primeiros indícios de uma rota recalculada com sucesso em relação ao desempenho geral do W13, bólido da temporada.

“Você precisa ser realista. Estamos muito mais próximos agora. A atualização funcionou. Agora, estamos correndo pela vitória. No segundo stint, éramos provavelmente o carro mais rápido com os pneus duros — talvez empatados com Max [Verstappen]. Quando eles mudaram para os médios, o vento não era mais um fator”, analisou Wolff.

Toto Wolff fez uma análise geral do W13 (Foto: Mercedes AMG-F1/Steve Etherington)

O chefe da equipe alemã continuou a falar do carro da Mercedes. Wolff admitiu o erro de conceito e reconheceu que o ritmo ainda não é o almejado — além de destacar e parabenizar a Red Bull pela conquista do Mundial de Construtores em Austin.

“Acho que entendemos mais agora e sabemos onde erramos com o carro. Dá para ligar tudo isso a uma simples decisão que tomamos em outubro passado. Pensamos que poderíamos correr com o carro na altura mínima — e não conseguimos”, justificou.

“Pequenos passos de hamster, mas estamos em uma trajetória de subida, mesmo com alguns pequenos passos para trás. Estávamos talvez dois décimos atrás no ritmo. Crédito para a Red Bull, eles fizeram um grande trabalho durante todo ano e Max esteve muito forte. Vencer o Mundial de Construtores hoje é o que eles merecem”, completou.

A Red Bull é campeã mundial de Construtores com a vitória de Verstappen nos Estados Unidos (Foto: Red Bull Content Pool)

Por fim, Wolff projetou o 2023 da Mercedes. “Temos uma certa vantagem em termos de tempo de túnel de vento. Ficamos em desvantagem por um ano e meio, porque estávamos à frente nos Construtores até o fim do ano passado. Agora, temos 14% tempo a mais de túnel de vento em comparação com a Red Bull. Isso deve prejudicá-los um pouco”, finalizou.

A temporada 2022 da Fórmula 1 continua no próximo fim de semana, entre os dias 28 e 30 de outubro, com o GP da Cidade do México, no circuito Hermanos Rodríguez. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1 2022: VERSTAPPEN 1º, HAMILTON 2º E RED BULL CAMPEÃ NOS ESTADOS UNIDOS | Briefing
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.