Mercedes promete carro ainda melhor para buscar 5° título seguido em 2018: “O deste ano estava em 90%. Seremos agressivos”

Chefe de desenho da Mercedes, John Owen afirmou em entrevista que carro da equipe será ainda melhor em 2018. Para ele, as recentes mudanças no regulamento permitiram que o máximo do carro ainda não fosse alcançado

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Mercedes venceu os últimos quatro campeonatos da F1. Em 2017, Lewis Hamilton ganhou com domínio absoluto na segunda metade da temporada. Mas, aparentemente, esse ainda não é o auge da equipe.

De acordo com John Owen, chefe de desenho da Mercedes, o carro de 2018 tem tudo para ser ainda melhor do que o da última temporada: "Estabeleci o objetivo de construir um carro a 90% para 2017", revelou.

Ou seja, tudo indica que Hamilton e Valtteri Bottas pilotarão carros ainda mais velozes a partir de março que vem. "Pode parecer estranho não apontar 100%, mas o problema que você enfrenta quando ocorre qualquer mudança no regulamento é que não está seguro do que irá enfrentar. Há muitas incógnitas, porque acaba buscando um carro que cubra o máximo de mudanças possíveis", afirmou Owen em entrevista à revista 'Motorsport Network'.

Valtteri Bottas com a Mercedes 2017 (Foto: AFP)

No sentido evolução, portanto, os rivais podem se preocupar: "O que quero dizer ao citar 90% é que deixamos margem de melhora em muitas áreas. Nos permitimos reagir ao processo e mudar algumas coisas", disse.

"Foi bom ter essa margem para respirar, e para o próximo carro podemos nos permitir sermaos mais agressivos", finalizou, para temor dos adversários.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube