Mesmo decepcionado, Vettel diz que GP da Austrália provou que Ferrari está “muito mais perto” da Mercedes em 2016

Mesmo decepcionado com o resultado do GP da Austrália e o erro de estratégia cometido pela Ferrari, Sebastian Vettel afirmou que há algo bom para se tirar da corrida em Melbourne. Para o tetracampeão, a equipe italiana está muito mais perto da Mercedes do que estava em 2015

Sebastian Vettel não quis culpar ninguém na Ferrari pelo erro de estratégia cometido no GP da Austrália, deste domingo (20), e que provavelmente tirou a chance de vencer da equipe italiana. E, embora decepcionado por ter sido superado pelos rivais da Mercedes por conta da tática, o tetracampeão tem algo de bom para tirar da corrida em Melbourne. Para Sebastian, a esquadra vermelha está muito mais perto de sua adversária prateada na temporada 2016.
 
Largando de terceiro, Vettel foi capaz de sair melhor e logo superou os dois carros da Mercedes para assumir, antes mesmo da primeira curva no Albert Park, a liderança. Daí para frente, o alemão tratou de abrir vantagem, tendo Kimi Räikkönen em segundo. O finlandês, entretanto, não andou muito mais e teve de abandonar por conta de uma falha no motor.
Vettel acha que a Ferrari está bem mais perto agora (Foto: Getty Images)
No fim da 13ª volta, o líder foi aos boxes e saiu de novo com os pneus de listras vermelhas, os supermacios. E continuou à frente. Mas o acidente de Fernando Alonso e Esteban Gutiérrez e a bandeira vermelha subsequente deixaram todo mundo muito perto. Aí a Ferrari optou por manter Seb com os supermacios, enquanto a Mercedes decidiu calçar em Nico Rosberg os médios, a decisão que acabou colocando o alemão na frente para vencer.
 
"Definitivamente, estamos muito mais perto do que ano passado", disse Vettel após a corrida. "Essa é uma das piores pistas para nós. A gente achava que poderia ser mais forte na classificação, mas não foi o caso, porque a sessão foi bem complicada."
 
"Mas, na corrida, fomos bem melhores. Estamos no caminho e as coisas estão se encaixando muito bem. Nós estamos realmente muito mais perto", concluiu.
 
VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube