Montando equipe de ciclismo, Alonso destaca evolução do esporte e traça meta: “Ser o melhor time”

Sem conseguir concluir a compra do time espanhol Euskaltel-Euskadi, Fernando Alonso agora trabalha para montar sua própria equipe de ciclismo. Time do espanhol estreia em 2015 e tem como meta ser o melhor

Fernando Alonso não desistiu de ter sua própria equipe de ciclismo. O piloto da Ferrari chegou a anunciar a compra da escuderia espanhola Euskaltel-Euskadi, mas o acordo não foi concretizado e ele agora trabalha na montagem de sua própria equipe.
 
“Não sei se é mais divertido montar um time ou comprar um, mas uma coisa é certa – com certeza dá mais trabalho”, disse Alonso em entrevista ao jornal francês ‘L’Équipe’. “Quando as negociações com a Euskaltel falharam no último momento, fiquei triste de não estar no pelotão em 2014”, reconheceu.
Alonso destacou que meta de sua equipe de ciclismo é ser a melhor (Foto: Beto Issa/GP Brasil F1)
“Mas por outro lado, se o acordo tivesse sido feito, nós não estaríamos em um bom nível para competir no ano que vem”, avaliou. “Nós já estávamos no fim de setembro e seria muito tarde para fazer o que estamos tentando criar agora. Então, no momento, eu estou bem feliz”, continuou. 
 
A meta do piloto da Ferrari é montar um time que possa competir em nível mundial na temporada 2015. O nome de Alonso, aliás, já foi ligado a grandes nomes do ciclismo, como Peter Sagan, Joaquim Rodriguez e Alberto Contador, embora os dois últimos tenham contratos em vigor até o fim de 2015.
 
“Alberto Contador ainda tem ao menos dois anos de contrato: temos de olhar para ciclistas que estarão livres no fim de 2014. A lista não é enorme, mas nós já estamos falando com alguns pilotos”, explicou. “Em que divisão poderemos correr no ano que vem como um time 100% novo? Ainda não está claro, mas não importa, vamos nos adaptar. O principal é ser o melhor time”, frisou. 
 
O piloto, que já havia citado a ideia de levar ao ciclismo alguns aspectos da forma de trabalho da F1, destacou a evolução do esporte e reconheceu que tem muito para ser aproveitado no atual método de trabalho da modalidade.
 
“Como muitos outros esportes, o ciclismo evolui para um nível muito alto, o que dificulta para fazermos a diferença”, comentou. “Todos os pilotos são muito profissionais. Todas as técnicas de recuperação, os materiais das bicicletas, teste em túnel de vento… É tudo muito evoluído. Nós temos de nos concentrar mais nos pequenos detalhes, então precisaremos ter as melhores tecnologias”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube