Na Garagem: Senna vence GP do Canadá na última dobradinha com Piquet

No movimentado GP do Canadá de 1990, Berger venceu na pista, mas punição por queima de largada abriu espaço dobradinha Senna e Piquet. Mansell fechou o pódio

Há exatos 30 anos, no dia 10 de junho de 1990, Ayrton Senna venceu o GP do Canadá de Fórmula 1, Nelson Piquet terminou na segunda posição. O resultado marcou a oitava e última dobradinha da dupla na categoria.

Em 1990, Senna, de McLaren, disputava o campeonato contra Alain Prost, então na Ferrari. No sábado, o brasileiro garantiu mais uma pole-position e teve Gerhard Berger, seu companheiro de equipe, na segunda posição. Prost, o rival, era apenas o terceiro no grid.

Uma chuva forte caiu durante a manhã de domingo e deixou a pista bem molhada para o começo da corrida em Montreal. Berger claramente queimou a largada, mas não conseguiu ultrapassar Senna, enquanto Prost caiu para a sexta posição, atrás de Alessandro Nannini (Benetton), Jean Alesi (Tyrrell) e Nelson Piquet, então piloto da Benetton.

Senna lidera Berger no início do GP do Canadá (Foto: Reprodução/Twitter)

Poucas voltas depois, Berger foi punido. O austríaco teria 1 minuto acrescido ao seu tempo final de prova. Com a pista secando, os líderes começaram a parar para colocar pneus slicks.

Logo depois, começaram os acidentes. Na volta 21, Nannini tentou ultrapassar Satoru Nakajima, da Tyrrell, e bateu com força na proteção de pneus da curva 9. Cinco voltas depois, Alesi escapou no mesmo lugar e acertou a Benetton que os fiscais não haviam tirado da área de escape. Felizmente, ninguém se feriu.

Na pista, Berger era o líder e acelerava ao máximo para descontar a punição sofrida no início da corrida. Senna, logo atrás, andava com ritmo confortável e tinha boa vantagem para Prost, Piquet e Nigel Mansell (Ferrari), respectivamente.

Nelson Piquet voltou a subir no pódio após quase dois anos (Foto: AFP)

Restando 20 voltas para o final, Piquet se aproveitou de um descuido de Prost no hairpin e fez a ultrapassagem. Na volta seguinte, Mansell se valeu de um erro do companheiro de equipe com um retardatário e também fez a ultrapassagem.

Tranquilo na frente, Senna venceu o GP do Canadá com 10 s de vantagem para Piquet. Mansell completou o pódio. Berger, após ritmo alucinante durante mais de 60 voltas, terminou em quarto lugar, apenas 14 s atrás do companheiro de equipe. Prost ficou em quinto e Derek Warwick, da Lotus, completou a zona de pontuação.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube