“Não vamos sacrificar 2020”: chefe da McLaren pede tempo para priorizar 2021

Andreas Seidl, chefe da McLaren, entende que a performance do MCL35 é o que vai definir quando e como a equipe vai iniciar os trabalhos no desenvolvimento do carro para 2021. O tempo vai ser um grande desafio para os times por conta das grandes mudanças no regulamento

As equipes do Mundial de F1 vão ter de lidar com um grande desafio neste 2020 que se inicia. Por conta da grande mudança prevista no regulamento para 2021, os times vão precisar encontrar o momento certo para priorizar o projeto do novo carro. As equipes de maior poderio financeiro, como a Ferrari, já trabalham com dois projetos paralelos.
 
No caso da McLaren, Andreas Seidl lembrou que toda a programação visando 2021 vai depender da performance do carro para a temporada deste ano.
A McLaren garante que não vai sacrificar o projeto de 2020 por conta da mudança de regulamento em 2021 (Foto: McLaren)
“Como todos, queremos ter um bom começo de temporada. A velocidade do nosso carro de 2020 vai determinar, até certo ponto, quando você vai mudar a chave e direcionar todos os seus recursos para 2021”, comentou o dirigente alemão em entrevista veiculada pelo site oficial da equipe.
 
“É um malabarismo que temos todos os anos, mas é muito mais radical desta vez por conta das mudanças no regulamento técnico para 2021. Não vamos sacrificar 2020”, assegurou.
 
“Queremos ter outra boa temporada porque é importante para a equipe seguir com melhora contínua”, complementou o chefe da McLaren.

Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube