Nasr diz que batida de Hülkenberg na largada o atrapalhou e avalia 13º lugar como “máximo” da Sauber

Felipe Nasr chegou no 13º lugar do GP de Cingapura, o que, para ele, é o máximo que a Sauber poderia fazer no dia. Mas de repente, não fosse pela batida de Nico Hülkenberg na largada, poderia ser melhor

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

De 16º na classificação, Felipe Nasr acabou largando na 14ª colocação do GP de Cingapura deste domingo (18) por conta da punição de Sergio Pérez e da não participação de Romain Grosjean. Assim, Nasr viu a zona de pontos mais próxima. Mas não rolou. Chegou em 13º, no fim das contas.

 
O piloto da Sauber avaliou que foi atrapalhado na largada, quando Nico Hülkenberg foi tocado por Carlos Sainz Jr e acabou perdendo o controle da Force India para a esquerda – o lado em que Nasr estava – e batendo na barreira de proteção.
 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});
(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Foi uma corrida desafiadora. Na largada, tivemos azar, porque um carro bateu nas barreiras de proteção do lado do grid em que eu estava. Perdi duas posições por causa do incidente. Terminar a corrida no 13º lugar foi uma boa recuperação levando em conta que que larguei no 16º lugar", disse.

 
Nasr acabou aparecendo mais nas duas vezes em que esteve à frente de Sebastian Vettel. Nas duas, claro, foi ultrapassado pela muito mais potente Ferrari. 
A confusão na largada (Foto: Red Bull Pool Content)
"No geral, a estratégia de duas paradas se pagou. Creio que o resultado de hoje foi nosso máximo. Agora estou ansioso pela Malásia", seguiu. 
 
O companheiro de Sauber de Felipe, Marcus Ericsson, foi 17º colocado. A equipe de Hinwil segue sem pontos na temporada. A F1 volta em 2 de outubro para o GP da Malásia.
 
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube