No clima instável de Montreal, Vettel conquista pole, Bottas surpreende e Massa bate de novo

Sebastian Vettel conquistou 39ª pole-position de sua carreira neste sábado (8) em Montreal. O tricampeão do mundo vai largar ao lado de Lewis Hamilton. O grande destaque, porém foi Valtteri Bottas, que conquistou um incrível terceiro lugar no grid. Felipe Massa bateu de novo e vai largar em 16º

Sebastian Vettel finalmente quebrou o domínio da Mercedes em classificações. Depois de quatro corridas vendo as Flechas de Prata de Lewis Hamilton e Nico Rosberg largarem na pole, o tricampeão do mundo foi o melhor neste sábado (8) na sessão classificatória do GP do Canadá, sétima etapa da temporada 2013. Com 1min25s425, obtido debaixo de chuva e com um clima bastante instável em Montreal, o piloto da Red Bull vai largar na frente e terá ao seu lado Hamilton. A grande surpresa do dia ficou por conta de Valtteri Bottas, que conquistou um incrível terceiro lugar com a capenga Williams FW35. Detalhe: jamais o finlandês havia guiado no circuito Gilles Villeneuve.
Pole-position nas três últimas corridas do Mundial, Nico Rosberg vai largar na quarta colocação. O piloto da Mercedes fecha a segunda fila do grid ao lado do surpreendente Bottas e inicia o GP do Canadá à frente de Mark Webber. Fernando Alonso foi apenas discreto na classificação e não conseguiu mais que o sexto melhor tempo, sua pior posição de largada em Montreal em dez anos.
 
A Toro Rosso foi um dos bons nomes deste sábado e conseguiu colocar seus dois pilotos no Q3. O melhor colocado foi Jean-Éric Vergne, que vai largar na sétima posição. O jovem francês dividirá a quarta fila do grid com Adrian Sutil, que fez um treino muito promissor. Kimi Räikkönen, da Lotus, e Daniel Ricciardo, parceiro de Vergne na Toro Rosso, completam a lista dos dez primeiros colocados.

Felipe Massa, por outro lado, decepcionou de novo. O brasileiro bateu novamente, assim como aconteceu há duas semanas, em Mônaco, e ficou de fora da classificação em Montreal ainda no Q2. O piloto da Ferrari vai largar apenas na 16ª colocação no Canadá.
Bottas foi o destaque e vai largar pela primeira vez entre os três primeiros na F1 (Foto: Getty Images)
A cobertura completa do GP do Canadá no GRANDE PRÊMIO
As imagens de sábado da F1 em Montreal
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Saiba como foi a classificação do GP do Canadá de F1

Com pista úmida, Vettel lidera Q1. Di Resta e Grosjean são eliminados

O primeiro segmento da classificação em Montreal teve a pista bastante úmida. No começo da tomada de tempos, alguns pilotos deixaram os boxes com pneus supermacios, mas o traçado ainda não era o ideal para esse tipo de composto. Então, todos mudaram para os intermediários, que tinham a melhor performance para as condições do asfalto. Pelo menos o início do treino classificatório era uma incógnita completa no Canadá.

Boa parte do Q1 teve domínio da Red Bull e da Mercedes. Com pneus intermediários, Hamilton tomou de Vettel a primeira colocação ao marcar 1min24s544. Em seguida, quando restavam pouco mais de sete minutos para o fim da sessão, o tricampeão voltou ao topo da tabela de tempos em Montreal. Nico Rosberg vinha em terceiro, seguido por Alonso e Sutil.

A pista vinha melhorando de maneira gradual. Aos poucos, era possível ver um leve trilho seco no circuito Gilles Villeneuve, mas os pilotos preferiram a cautela e seguiram com os pneus intermediários. Mesmo assim, os tempos vinham caindo vertiginosamente. Não levou muito tempo para que os competidores alcançassem a casa de 1min23s, a começar por Rosberg e Hamilton.
Paul di Resta fracassou e foi eliminado da sessão ainda no Q1(Foto: Getty Images)
Aí a Ferrari finalmente começou a apresentar seu potencial. Massa completou uma grande volta e assumiu momentaneamente a primeira posição. Entretanto, logo em seguida, o brasileiro foi superado por Webber, Valtteri Bottas e Alonso. Então Vettel apareceu de novo e, mesmo com pneus intermediários, cravou 1min22s318 e praticamente se garantiu no Q2.

O drama ficava mesmo com os pilotos ameaçados pela eliminação. Além dos habitués do fundão do grid, Paul di Resta e Romain Grosjean corriam risco, assim como Pastor Maldonado. O venezuelano conseguiu se salvar, embora não tenha repetido a ótima performance de Bottas, quarto no Q1. Contudo, Di Resta, que liderou a primeira sessão de treinos e despontou como um dos bons nomes do fim de semana, ficou pelo caminho ao lado de Charles Pic, Grosjean, Jules Bianchi, Max Chilton e Giedo van der Garde.

Punido por ter causado o acidente com Daniel Ricciardo em Mônaco, Grosjean perdeu dez posições no grid do GP do Canadá. Assim, o franco-suíço fecha o alinhamento inicial em Montreal no domingo.

Bottas surpreende e Massa bate de novo; McLaren decepciona e fica fora do Q3

A chuva voltou com tudo no início do Q2 e acabou por anular o trilho seco no circuito Gilles Villeneuve. Assim, as condições do asfalto eram mais críticas que de costume neste fim de semana. Seguindo o que aconteceu no Q1, os pilotos optaram por fazer uso dos pneus intermediários no segundo segmento do treino no Canadá.

Como a possibilidade de a chuva se intensificar era grande, todos os 16 pilotos do Q2 foram à pista logo cedo para a realização de voltas rápidas. Em comparação com os tempos do Q1, o asfalto havia piorado cerca de 7s na segunda parte da classificação. Líder do primeiro segmento, Vettel tinha 1min28s825 como melhor tempo numa fase bastante crítica, com vários pilotos cometendo erros em decorrência das condições do circuito canadense.

A pista melhorou um pouco quando faltavam quatro minutos para o fim do Q2. A Red Bull aproveitou e colocou seus dois pilotos na frente, com Webber em primeiro. Bottas se deu muito bem com o aguaceiro e voltou a marcar uma grande marca, subindo para terceiro, à frente de grandes do grid como Rosberg, Alonso e Räikkönen. Hamilton vinha em oitavo.
Kimi Räikkönen abre o GP do Canadá na décima colocação (Foto: Getty Images)
Massa era um dos ameaçados pela degola no Q2 ao lado de Button e Adrian Sutil. O brasileiro foi ao limite para tentar uma vaga entre os dez, mas cometeu um erro em uma freada na entrada da curva 3 e bateu na barreira de pneus. O piloto nada sofreu, mas teve sua classificação prejudicada por um acidente pela segunda vez consecutiva. Por conta da batida, a direção de prova interrompeu o treino com bandeira vermelha, quando faltavam 1min59s para o fim do Q2.

O treino foi retomado pouco depois, causando um grande tráfego no circuito, já que todos os pilotos buscavam assegurar sua vaga no rol dos dez postulantes à pole em Montreal. A pista estava sensivelmente melhor, proporcionando a Hamilton a melhor marca do Q2 com 1min27s649. Webber permaneceu em segundo e Vettel, que desistiu de fazer uma volta rápida, fechou o top-3. A surpresa foi mesmo a presença de Bottas em quarto lugar. Rosberg avançou ao Q3 em quinto.

Vergne, Räikkönen, Sutil e Ricciardo, os dois últimos na ‘bacia das almas’, garantiram uma vaga entre os dez primeiros. Ótima performance da Toro Rosso, que colocou seus dois pilotos no Q3. Por outro lado, Nico Hülkenberg, Sergio Pérez, Pastor Maldonado, Jenson Button, Esteban Gutiérrez e Massa ficaram de fora da sessão.

Vettel quebra domínio da Mercedes e Bottas brilha em Montreal

A luta pela pole-position em Montreal parecia ter como favoritos destacados os pilotos de Mercedes e Red Bull. Mas as condições traiçoeiras do asfalto de Montreal poderiam proporcionar várias surpresas na parte final da classificação. Vettel começou o Q3 na liderança, com 1min25s425 como melhor tempo. Hamilton era o segundo e o surpreendente Bottas brilhava novamente na terceira colocação, à frente de gente como Rosberg, Webber, Alonso e Räikkönen.

Os pilotos voltaram para os boxes e colocaram um novo jogo de pneus intermediários para a realização de uma derradeira tentativa de volta rápida. A marca de Vettel parecia imbatível, mas era não permitido desprezar as Mercedes, que sempre se mostraram fortes em ritmo de classificação em 2013.
Vettel conquistou a 39ª pole-position de sua carreira na F1 (Foto: Red Bull/Getty Images)
Com base em sua última volta, Hamilton se mostrou como franco favorito à pole e vinha boas parciais, mais rápido que Vettel. Entretanto, na chicane final do circuito Gilles Villeneuve, Lewis foi traído pela pista úmida, errou e acabou permitindo a Sebastian largar pela 39ª vez na pole-position. Os três primeiros colocados foram mantidos: Vettel, Hamilton e Bottas, que brilhou num treino em que Maldonado pouco fez.

Horas mais tarde, os comissários da FIA puniram Räikkönen e Ricciardo pelo alinhamento incorreto no pit-lane no Q2. Ambos perderam duas posições no grid – que, na prática, acabaram sendo apenas uma por conta das ordens que a entidade estabelece para a aplicação das penas.

 

F1, GP do Canadá, Montreal, grid de largada:

1 Sebastian VETTEL ALE Red Bull Renault 1:25.425   25
2 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:25.512 +0.087 31
3 Valtteri BOTTAS FIN Williams Renault 1:25.897 +0.472 30
4 Nico ROSBERG ALE Mercedes 1:26.008 +0.583 32
5 Mark WEBBER AUS Red Bull Renault 1:26.208 +0.783 30
6 Fernando ALONSO ESP Ferrari 1:26.504 +1.079 30
7 Jean-Éric VERGNE FRA Toro Rosso Ferrari 1:26.543 +1.118 32
8 Adrian SUTIL ALE Force India Mercedes 1:27.348 +1.923 29
9 Nico HÜLKENBERG ALE Sauber Ferrari 1:29.435 +4.010 22
10 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Lotus Renault 1:27.432 P +2 32
11 Daniel RICCIARDO AUS Toro Rosso Ferrari 1:27.946 P +2 31
12 Sergio PÉREZ MEX McLaren Mercedes 1:29.761 +4.336 23
13 Pastor MALDONADO VEN Williams Renault 1:29.917 +4.492 24
14 Jenson BUTTON ING McLaren Mercedes 1:30.068 +4.643 22
15 Esteban GUTIÉRREZ MEX Sauber Ferrari 1:30.315 +4.890 24
16 Felipe MASSA BRA Ferrari 1:30.354 +4.929 20
17 Paul DI RESTA ESC Force India Mercedes 1:24.908 -0.517 12
18 Charles PIC CHN Caterham Renault 1:25.626 +0.201 10
19 Jules BIANCHI FRA Marussia Cosworth 1:26.508 +1.083 12
20 Max CHILTON ING Marussia Cosworth 1:27.062 +1.637 12
21 Giedo VAN DER GARDE HOL Caterham Renault 1:27.110 +1.685 10
22 Romain GROSJEAN FRA Lotus Renault 1:25.716 P +10 13
  TEMPO 107% Q1     1:28.080 +2.655  
               
REC Ralf SCHUMACHER ALE Williams BMW FW26   1:12.275 12/06/2004  
MV Rubens BARRICHELLO BRA Ferrari F2004   1:13.622 13/06/2004  
               
  Condições do tempo   CHUVA   ar: 16ºC | pista: 15-17ºC  
Pneu intermediário            

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube