Norris define meta de ser titular da McLaren. Mas diz que futuro depende de Alonso: “Tenho de esperar e ver”

Recentemente anunciado pela McLaren como reserva imediato, Lando Norris já pensa mais à frente. Mas o jovem britânico sabe que para subir ao posto de titular seu futuro depende da permanência de Fernando Alonso, uma vez que acredita que Stoffel Vandoorne vai seguir por muito tempo em Woking. Até lá “não posso dizer o que vai acontecer”, destacou o prodígio britânico

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lando Norris não tem do que reclamar de 2017. Foi um grande ano da sua carreira. O menino prodígio britânico deu sequência às conquistas alcançadas na temporada passada, quando sagrou-se campeão do Toyota Racing Series e das divisões Europeia e Norte-Europeia da F-Renault. Neste ano, Lando tornou-se membro do programa de jovens pilotos da McLaren, teve sua primeira chance de guiar um F1 e conquistou o título da sempre prestigiada F3 Europeia. E, de quebra, foi promovido a reserva imediato na lendária equipe de Woking.

 
Depois de dar um passo significativo na carreira, a meta de Norris é uma só: a de, no futuro, ser titular da McLaren. O discurso é semelhante ao de Stoffel Vandoorne quando o belga tornou-se reserva imediato de Jenson Button e Fernando Alonso. Stoffel virou titular depois que Button se aposentou. Na visão de Norris, a expectativa é de receber uma chance, mas somente quando Alonso deixar a equipe. O bicampeão assinou um novo contrato de longa duração, com término não divulgado.
 
Em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’, Norris é franco sobre o fato de não saber o que o futuro lhe reserva na F1. “Minha meta clara é estar na McLaren, mas não sei se eles me colocariam em outra equipe, como a Renault. Não tenho certeza. Imagino que teria de esperar para ver o que eles querem fazer com Fernando e acho que eles estão felizes com Stoffel, que acaba de começar sua carreira”.
Lando Norris sabe que vai ter de esperar um pouco para ter a chance de ser titular na McLaren (Foto: McLaren)
“Ele pode evoluir muito e melhorar como piloto em 2018 em seu segundo ano completo, então é esperar para ver o que eles vão fazer. Mas não posso dizer o que vai acontecer, é complicado para mim”, comentou o britânico. Quando perguntado se consegue se enxergar como titular da McLaren no futuro, Norris preferiu não falar muito. “Não sei. Obviamente, diria isso, mas não posso dizer o que eles estão pensando agora”.
 
Lando vai ter alguns desafios diferentes na próxima temporada. Além de ser reserva da McLaren e atuar sobretudo no simulador para ajudar no desenvolvimento do novo carro, Norris também vai disputar a F2 como piloto da Carlin, que volta à categoria, e também terá uma experiência no Endurance. O jovem vai ser um dos pilotos da United Autosports em janeiro na disputa das 24 Horas de Daytona, e vai ter como companheiro de equipe o próprio Alonso.
 
No momento, Norris lembrou que as trocas de experiências com o bicampeão do mundo estão restritas às pistas. “Só falamos às vezes porque ele tem estado muito ocupado e não tem tempo para fazer o que quer. Nunca lhe pedi ajuda. Só falei com ele sobre as corridas, o teste, Daytona, coisas em geral, mas não algo que fosse me ajudar, para ser honesto”.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Contudo, a expectativa para desbravar um novo horizonte e poder aprender com Alonso, ainda que fora do ambiente da F1, encanta Norris.

 
“Acho que vai ser positivo. Vou aprender um pouco mais sobre a ética de trabalho de um piloto de F1, ainda que seja em um carro diferente, já que ele vai querer fazer o melhor possível, sobretudo bater seus companheiros. Acho que ele vai fazer todo o possível para melhorar o carro, ainda que sempre haja uma condicional, uma vez que não dá para mudar o acerto de um piloto para outro. Portanto, todo mundo deve ter confiança em um acerto. Mas vou aprender tudo o que for possível”, concluiu.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube