Pedido dos organizadores do GP de Cingapura pode fazer temporada 2016 terminar em dezembro na Malásia

Segundo revista inglesa "Autosport", Bernie Ecclestone afirmou que deixará a Malásia para a última etapa da temporada 2016 após reclamações dos organizadores do GP de Cingapura, que estão com medo de serem prejudicados pela etapa malaia ser seguida a deles

A F1 está com planos de aumentar o seu calendário para a temporada 2016, mas não no número de corridas, e sim na quantidade de meses. Segundo a publicação inglesa 'Autosport', Malásia será a última etapa do próximo ano e deve acontecer entre os dias 4 ou 11 de dezembro.
 
Em 2015, o grande número de provas, 21 no campeonato, é disputado em apenas oito meses. O início da temporada se deu em abril, na Austrália, e terminará em Abu Dhabi, no final de novembro.
 
Para 2016, originalmente, Cingapura e Malásia seriam duas etapas seguidas em setembro, com a primeira acontecendo no dia 18 e a segunda, 25. Porém, Bernie Ecclestone revelou que, por pedidos dos organizadores cingapurianos, ele alterou a data para não prejudicar nenhuma das praças.
Malásia pode fechar a temporada 2016 (Foto: Getty Images)
“Estamos colocando a Malásia mais tarde, em dezembro, longe de Cingapura. Eles estavam felizes, mas os cingapurianos não, então decidimos dar uma outra olhada. Neste estágio não acredito que temos que mudar mais alguma coisa”, explicou.
 
Outra preocupação para o próximo campeonato é a pausa de verão que acontece todos os anos. Sempre, entre as corridas da Hungria e Bélgica, as equipes têm quatro semanas de pausa. Porém, em 2016, serão apenas três semanas, o que complicaria para se trabalhar no intervalo.
 
Bob Fernley, chefe-adjunto da Force India, comentou que a parada é muito importante para alguns times, e que será necessário elaborar melhor o calendário pensando nessas férias. “É absolutamente crítico para a F1 que tenhamos a pausa de verão, especialmente para as equipes independentes que têm apenas um time de viagem”, ressaltou.
 
“Se fizéssemos uma temporada sem nenhum intervalo, seria necessário ter mais pessoas, o que teria alto custo e desnecessário de nosso ponto de vista.Para mim, decida quando será as férias de verão e então comece a trabalhar a partir daí. O que temos hoje serve a categoria de forma excelente. Tem feito um grande trabalho para nossa equipe que viaja, que você precisa pensar, e também em suas família”, encerrou.
 
Uma possibilidade pensada seria mudar as etapas da Bélgica, Itália e Cingapura para uma semana depois que a data original, nos dias 4, 11 e 25 de setembro. 

No entanto, uma outra questão entra em debate para Bernie Ecclestone pensar na montagem do calendário seria Abu Dhabi, que pagou para ficar com a última etapa da temporada da categoria.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube