Perdendo de goleada para Hamilton, Rosberg busca melhor atuação na classificação: “Tenho carro para a pole”

Nico Rosberg reconheceu que precisa melhorar sua performance no treino classificatório e também nas largadas. Piloto germânico avaliou que tem um carro que lhe permite largar na frente em todas as etapas

28 pontos atrás de Lewis Hamilton na classificação do Mundial de Pilotos, Nico Rosberg acredita que precisa melhorar seu ritmo na classificação e sua performance na largada para se aproximar do companheiro de Mercedes no GP da Itália deste fim de semana.

 
Ao longo do ano, Hamilton conquistou dez poles, enquanto Rosberg saiu na ponta do grid em uma única oportunidade. Em termos de vitórias, Lewis triunfou seis vezes, com Nico subindo ao topo do pódio em três corridas.
Nico Rosberg reconheceu que precisa melhorar performance na classificação (Foto: AP)

“A corrida em Spa foi, definitivamente, desapontadora”, disse Rosberg “Minha largada não foi boa, então eu preciso trabalhar nisso e também em encontrar aqueles décimos extras na classificação para voltar ao topo. Sei que tenho um carro para conquistar a pole e para vencer sempre com essa máquina incrível que o time construir, então nada menos do que isso vai servir”, seguiu.

 
“Monza é a próxima e mal posso esperar para provar a Flecha de Prata deste ano lá. Tenho certeza de que vai se adaptar ao nosso carro e é um circuito que eu realmente gosto, então todos os ingredientes estão lá para termos um fim de semana forte”, ponderou. “Tenho certeza que os tifosi vão querer um carro vermelho no topo do pódio, mas, qualquer que seja o resultado, você sabe que eles vão criar uma atmosfera inacreditável. Subir ao pódio no ano passado foi uma ótima experiência e a meta é estar um degrau acima desta vez”, avisou.
 
Enquanto Rosberg mira em uma melhora, Toto Wolff trata de conter a empolgação do time. Às vésperas da 12ª etapa da temporada, o chefe da Mercedes reforçou que a batalha ainda não está ganha.
 
“Um fim de semana positivo significou que saímos da Bélgica com a nossa posição no campeonato significativamente fortalecida, mas as fortunas dos nossos rivais também desempenharam uma parte nisso e o desfecho da corrida, no geral, foi um lembrete de que nada pode ser dado como certo”, avaliou. “Resultados top neste esporte são muito mais fáceis de serem perdidos do que conquistados — e um fim de semana ruim pode produzir uma grande mudança nos pontos. Nós podemos ficar orgulhosos do que conquistamos até aqui, mas a batalha, de forma alguma, está vencida”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube