Pérez deixa para trás obsessão por voltar a defender equipe de ponta: “O principal é curtir o momento”

Ainda que não tenha seu futuro definido para 2016, Sergio Pérez se mostra feliz com sua fase na Force India. De modo que nem mesmo a preocupação em voltar a defender uma equipe de ponta depois de ter fracassado em 2013 com a McLaren o perturba mais: “O importante é você curtir o presente”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Depois de ter feito apenas duas temporadas como piloto de F1, brilhando pela Sauber em 2012, Sergio Pérez recebia a chance da vida: na esteira da aposentadoria definitiva de Michael Schumacher e da contratação de Lewis Hamilton para substituí-lo na Mercedes, ‘Checo’ foi anunciado pela McLaren como um dos pilotos para 2013. Mas, contrariando as expectativas, o mexicano foi mal e acabou sendo dispensado ao fim daquele ano.
 
A Force India então veio para lhe dar uma nova chance na F1. E aí ‘Checo’ tem aproveitado muito bem. Desde 2014, foram quatro pódios conquistados pela escuderia de Silverstone, enquanto seu companheiro de equipe, o badalado Nico Hülkenberg, ainda não foi ao top-3 neste período. Aos 26 anos e bem mais maduro, Pérez já não tem mais a obsessão de voltar a defender um time de ponta.
 
Feliz na Force India, ainda que não tenha seu futuro definido para 2016, Pérez indicou que o que importa agora é curtir o momento.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Sergio Pérez não tem mais a obsessão por voltar a um time de ponta. O mexicano só quer aproveitar o momento (Foto: Force India)
“Quando era um pouco mais jovem, eu costumava ficar obcecado com isso, o que estaria disponível ou não, e eu não conseguia curtir muito o momento. Agora eu não me preocupo tanto com isso. Meu principal foco é curtir o presente… agora que eu sempre sei o que vou fazer no ano que vem, eu tento curtir o momento, sabe? Na vida, isso muda o tempo todo, então o mais importante é você curtir o presente”, afirmou o piloto nascido em Guadalajara em entrevista ao site da emissora ESPN.
 
Pérez se sente um privilegiado não apenas por estar na F1, mas por conseguir consolidar sua carreira. Em sua sexta temporada no Mundial, o mexicano vem sendo uma das peças-chave no mercado de pilotos para a próxima temporada, o que reflete seu bom trabalho em 2016, sendo cogitado em três equipes: além da Force India, ‘Checo’ tem seu nome ligado à Williams, para ocupar a vaga de Felipe Massa, e também na Renault.
 
Na visão do latino-americano, muito mais importante do que estar na F1 é se manter lá.
 
“Nós somos 22, mas provavelmente dez de nós realmente vão competir em um nível muito próximo. Apenas 0s1 nos separa, você sabe, no top-10 dos pilotos no paddock. Então não é fácil estar aqui e conquistar uma longa carreira. Você tem de trabalhar duro e dar-se a chance de fazer seu melhor”, salientou.
 
“Se você não for rápido o bastante, você pode não sobreviver; é muito raro alguém sobreviver na F1 sem resultados. Eu não tive os resultados na McLaren e não fiquei. Tenho os resultados agora e as pessoas pensam diferente sobre você, é dessa forma que o jogo funciona”, finalizou Pérez.
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube