Pirelli diz que “limite da pressão de pneus tem razão de existir” e indica que Mercedes teve ganho de performance

Paul Hembery, diretor de competições da Pirelli, afirmou que a Mercedes mudou as especificações da pressão dos pneus dos carros de Lewis Hamilton e Nico Rosberg porque buscava maior performance. O inglês, entretanto, disse que a atitude também comprometeu a segurança

Diretor de competições da Pirelli, Paul Hembery também falou sobre a investigação da FIA com relação ao comportamento a Mercedes em Monza neste domingo (6). A equipe alemã, que venceu a prova italiana com Lewis Hamilton, está sendo alvo dos comissários por ter violado as recomendações da fabricante italiana quanto à pressão dos pneus. Hembery entende que a atitude da esquadra de Toto Wolff se deu pela busca de uma melhor performance no GP da Itália, mas também criou um problema quanto à segurança.

Segundo as orientações da Pirelli, as equipes deveriam andar acima dos 19,5 psi no início da corrida. No entanto, a investigação da FIA mostrou que o pneu esquerdo traseiro de Hamilton estava 0s3 psi abaixo do indicado. No caso de Nico Rosberg, a pressão estava 1,1 psi fora do especificado.

Diretor-esportivo da Pirelli, Paul Hembery responde questões dos jornalistas em Monza (Foto: AP)

"No fim das contas, é tudo relacionado ao desempenho", disse o diretor inglês ao site norte-americano 'Motorsport.com'. "Isso cria um problema para nós em termos de potenciais falhas de integridade, mas também é uma vantagem em termos de performance. É um pacote completo e por isso há uma razão para existir", completou.

"Se nós colocamos uma margem em uma situação, você não pode simplesmente tirar isso. Saibamos que essa seria uma corrida para uma única parada, portanto, teríamos um número elevado de voltas sobre o mesmo jogo de pneus, por isso é preciso seguir o plano", defendeu.

As equipes foram avisadas pela Pirelli por meio de uma carta antes do fim de semana em Monza. No documento, a fornecedora estabeleceu os limites quanto à pressão dos pneus. "É apenas um lembrete, para refrescar a mente das pessoas", disse Hembery, em tom de crítica.

Na prova passada, em Spa-Francorchamps, a Pirelli foi alvo de críticas, especialmente da Ferrari, por conta de estouros dos pneus.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube