Pirelli revela que vai queimar 1.800 pneus da Austrália para gerar energia

A Pirelli não tem como reutilizar os 1.800 pneus levados para o GP da Austrália de F1, cancelado. Dessa forma, a fábrica italiana vai queimar toda a borracha no Reino Unido: é uma forma de gerar energia, mas sem causar poluição

A Pirelli já tem um destino final para os 1.800 pneus não utilizados no fim de semana do GP da Austrália, cancelado por conta dos riscos do coronavírus. A fornecedora da Fórmula 1 revelou que o material vai ser descartado no Reino Unido, onde será queimado. Através do processo, a fábrica italiana vai gerar energia, mas sem causar poluição.
 
“Nós vamos esmagar os pneus para encaixá-los em menos contêineres e enviá-los de volta para o Reino Unido, onde os reciclamos em uma fábrica de cimento perto de Didcot”, disse Mario Isola, chefe da Pirelli na F1, fazendo referência a cidade no interior de Oxfordshire. “Nós queimamos os pneus em altas temperaturas e criamos energia, mas sem poluir. Estamos investigando diversas formas possíveis de reciclar pneus de F1, mas por enquanto esse é o jeito de reciclar depois de nossas análises”, seguiu.
Os pneus que seriam da F1 na Austrália vão queimar para virar energia (Foto: Pirelli)
O senso comum indica que seria possível reutilizar pneus que não foram utilizados em um fim de semana que nem sequer teve carros na pista. Só que há um obstáculo: a Pirelli não tem como levar os compostos de volta à Europa sem tirar do aro, o que aumenta o risco de danos.
 
“A limitação do momento é que nós tiramos o aro de dentro do pneu, o que causa desgaste na composição do pneu” explicou Isola. “E aí, claro, não ficamos tão confiantes de usar o pneu novamente porque esses pneus atuam em situações extremas. Não queremos correr qualquer risco. Nós conseguimos reutilizar nas corridas europeias porque, se não usarmos, é só colocar os pneus de volta nos caminhões”, seguiu.
 
Com a F1 em stand-by, já que as quatro primeiras corridas do ano – Austrália, Bahrein, Vietnã e China – foram canceladas ou suspensas, resta a dúvida sobre quando será a próxima vez que os pneus Pirelli serão de fato utilizados. A previsão da F1 é começar a temporada em maio, remarcando também as etapas da Espanha e da Holanda, mas a situação segue nebulosa.

 


 
Paddockast #52
PREVISÕES CERTEIRAS E OUSADAS PARA F1 2020

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube