F1

"Pistola", Verstappen é punido pela FIA por agressão a Ocon com dois dias de "serviço comunitário"

Os empurrões que Max Verstappen deu em Esteban Ocon após o GP do Brasil deste domingo (11) não passaram livres pela FIA. A entidade anunciou, após reunião com os pilotos, que o holandês terá que pagar dois dias de serviço comunitário
Warm Up, de São Paulo / FELIPE NORONHA, de Interlagos
 Incidente entre Max Verstappen e Esteban Ocon no GP do Brasil 2018 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

A agressão de Max Verstappen a Esteban Ocon, durante a pesagem dos pilotos após o GP do Brasil deste domingo (11), não passou batida pela análise da FIA.

Após reunião dos comissários com a dupla, a entidade anunciou que Verstappen foi punido - e de forma nada usual dentro da F1.

Em nota oficial, a FIA afirmou que o holandês terá que pagar dois dias de "serviço comunitário", dentro dos próximos seis meses.

"Max Verstappen entrou na garagem, seguiu em direção a Esteban Ocon e, depois de proferir algumas palavras, começou uma briga, empurrando e agredindo Ocon diversas vezes no peito", diz a nota.
Câmeras flagram empurrões de Verstappen em Ocon após o GP do Brasil (Foto: Reprodução)
De acordo com o comunicado, Verstappen afirmou aos comissários que "não pretendia agredir Ocon", mas que estava "pistola" e que isso acabou lhe fazendo perder a paciência".

Durante a volta 43 do GP do Brasil, Ocon, que era retardatário, fechou Verstappen, então líder, e acabou forçando toque entre os carros. Verstappen rodou e perdeu a liderança - e a prova - para Lewis Hamilton. Além dos empurrões, Verstappen chamou Ocon, em diferentes momentos, de "idiota" e "cuzão".

Ocon comentou sobre a punição no Twitter: "Eu respeito a decisão da FIA mas, só para deixar claro, se você está rápido você não é obrigado a dar passagem. Eu ultrapassei por sete vezes naquele ponto da pista e sempre foi apertado, mas justo..."

 GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.