Por prevenção, Sainz se põe em isolamento e manda recado: “Fiquem em casa”

De casa, Carlos Sainz gravou um vídeo no qual presta solidariedade aos funcionários da McLaren em quarentena na Austrália e em todos os lugares do mundo, garantiu estar “perfeitamente bem” e pediu que as pessoas sigam as recomendações médicas. “No fim das contas, isso vai passar, temos de nos recuperar o quanto antes”

Em tempos difíceis e de luta para evitar a propagação do novo coronavírus, é preciso, mais do que nunca, ficar em casa o maior tempo possível e resguardar a todos. Esta é a mensagem que Carlos Sainz, por meio de um vídeo divulgado nas suas redes sociais, transmitiu ao público nesta terça-feira (17). O piloto da McLaren está na Inglaterra, onde mora, em regime de quarentena depois de voltar de Melbourne, onde um membro da equipe de Woking testou positivo para o Covid-19 na última quinta-feira, fato que fez o time se retirar do GP da Austrália e desencadear uma série de acontecimentos que culminaram com o cancelamento da prova.
 
No momento, os funcionários da McLaren seguem de quarentena, sendo que 15 membros continuam em Melbourne, sendo acompanhados por dirigentes como Andrea Stella, diretor de performance, e Andreas Seidl, chefe da equipe. O profissional infectado com coronavírus já se encontra sem sintomas.
 
“Olá a todos! Tudo bem? Já estou em casa. Como muitos já sabem, tem sido dias um pouco estranhos, um pouco difíceis. Outro dia, quando estávamos na Austrália prontos para correr na primeira corrida, um membro da McLaren infelizmente deu positivo para coronavírus e, daí em diante, todos nós nos colocamos em quarentena de alguma parte do mundo”, disse Sainz.

 
“Estou perfeitamente bem. Não tenho absolutamente nada, estou treinando e fazendo todas as coisas para sobre as quais não tenho tanto tempo quando viajo, tentando não me aborrecer, imagino que como muitos de vocês”, comentou o piloto, que tratou de reforçar as recomendações médicas aos fãs.
 
“Gostaria de aproveitar esta mensagem para lembrar que é preciso seguir estas normas, é preciso tentar acabar com este vírus, e não há melhor maneira do que ficar em casa, é preciso tomar todas as precauções possíveis”, ressaltou.
 
“Só queria mandar uma mensagem de apoio e de ânimo a todos os mecânicos, às pessoas que ficaram com eles na Austrália para trazer boas vibrações e otimismo. Mando a eles um abraço e tenho certeza de que vamos sair desta quarentena o quanto antes e, quando acabar, vamos voltar a trabalhar”, complementou Carlos, que aguarda pelo fim da pandemia para voltar ao cockpit e acelerar.
 
“Quando acabar o vírus, vamos voltar às corridas. Estou muito ansioso, sinto muita falta das corridas e de viajar pelo mundo com minha equipe. Mas, no fim das contas, isso vai passar, temos de nos recuperar o quanto antes possível”, finalizou.

Durante a tarde, Sainz postou uma foto fazendo academia e pedindo para que todos sigam em suas casas. O espanhol afirmou que seu teste para coronavírus deu negativo.

 

Paddockast #52
PREVISÕES CERTEIRAS E OUSADAS PARA F1 2020

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube