Por público jovem, F1 negocia com Amazon para transmissão de corridas em streaming

Em reportagem publicada pela Financial Times, Chase Carey, ainda chefão da Fórmula 1, confirmou que o Liberty Media conversa ativamente com a Amazon, dona da plataforma de streaming Amazon Prime. A categoria busca novas alternativas para transmitir os GPs

Se depender de Chase Carey, a Fórmula 1 poderá, num futuro próximo, exibir as suas corridas ao vivo em plataforma de streaming. O ainda chefão da principal categoria do esporte a motor negocia ativamente com a Amazon sobre um acordo de transmissão. Tudo para atrair um público jovem e buscar alternativas aos tradicionais canais de TV por assinatura. A informação é do jornal econômico britânico Financial Times.

Carey, que vai deixar o cargo no fim deste ano para ser substituído pelo italiano Stefano Domenicali como novo presidente da Fórmula 1, confirmou as negociações. “Estamos em discussões permanentes com a Amazon e todas as plataformas digitais globais. Eles são um parceiro em potencial incrivelmente importante e uma oportunidade para expandir os nossos negócios”, declarou o executivo norte-americano.

Antes de sair de cena, Chase Carey negocia com a Amazon para a transmissão das corridas da F1 em streaming (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A gestão liderada por Carey tem sido caracterizada por ações que buscam aproximar a Fórmula 1 do público mais jovem, explorando uma lacuna esquecida por Bernie Ecclestone.

Desde vinheta oficial e música de abertura das transmissões, passando por novos recursos gráficos nas corridas, muitos desenvolvidos pela própria Amazon, a Fórmula 1 passou a ser mais abrangente nas redes sociais, como Twitter, Instagram e YouTube, ampliando a sua gama de visibilidade.

Outra mudança no alcance da Fórmula 1 foi o desenvolvimento em conjunto com outra plataforma de streaming, a Netflix, da série, ‘Drive to Survive’, que retrata os bastidores da temporada e conta a história do campeonato de um outro ponto de vista. A série documental vai para a sua terceira temporada em 2021.

O Liberty Media também desenvolveu o seu próprio serviço de streaming, a F1TV, que na sua versão Pro — a ser disponibilizada para o Brasil em 2021 — transmite todas as corridas da temporada, além de programas especiais, análises e entrevistas exclusivas, e fortaleceu a divisão de eSports, desenvolvendo um Mundial à parte e, neste ano, conseguiu envolver boa parte dos pilotos do grid nas corridas virtuais quando a F1 estava inativa em razão da pandemia.

Ainda segundo a reportagem, Domenicali tem uma postura mais cautelosa sobre grandes mudanças que a Fórmula 1 pode implementar porque o italiano teme pelo afastamento dos fãs tradicionais da categoria, que não estão acostumados a assistir aos seus principais eventos esportivos numa plataforma digital.

Em 2020, a cúpula da Fórmula 1 teve uma ideia do alcance que pode ter ao transmitir suas corridas em uma plataforma de vídeos na Internet. A categoria aproveitou o seu canal no YouTube para exibir todas as corridas da temporada da Fórmula 2, que teve Mick Schumacher como campeão e Felipe Drugovich como um dos grandes destaques do ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube