Presidente da FIA se desculpa por conflito de datas da F1 com 24 Horas de Le Mans: “Sinto muito não poder fazer melhor”

O presidente da FIA, Jean Todt, disse sentir muito pela colisão do fim de semana do GP da Europa em Baku com as 24 Horas de Le Mans, que, se confirmado na reunião do Conselho Mundial de Esporte a Motor, vai impedir que Nico Hülkenberg defenda a vitória do ano passado

Após vários anos em que as 24 Horas de Le Mans coincidiram com o GP de Mônaco da F1, 2015 deu um alívio e permitiu que os pilotos aspirassem andar na mais famosa prova de longa duração do automobilismo mundial – e Nico Hülkenberg foi, viu e venceu. Em 2016, no entanto, o GP da Europa em Baku coloca a F1 novamente em rota de colisão com Le Mans nos dias 18 e 19 de junho.
 
Jean Todt, presidente da FIA, se desculpou pela coincidência de datas. Segundo Todt, é impossível criar um calendário anual das principais categorias da FIA sem que datas sejam batidas.

"Organizar um calendário é muito complicado, porque você tem 21 corridas da F1, dez da F-E, dez do WEC e 14 do WRC. Fazer um calendário sem qualquer conflito não é possível", disse. 

Bernie Ecclestone e Jean Todt colocaram Baku no caminho de Le Mans (Foto: Shell/Getty Images)
"Mas para Le Mans, estou confiante. A largada do GP será às 12h, e Le Mans termina às 15h. Talvez, para um ou dois pilotos, acaba impedindo que eles participem. Sinto muito não poder fazer melhor", afirmou.
 
No primeiro desenho do calendário, divulgado há alguns meses, Le Mans estaria num final de semana sem F1 – só que Bernie Ecclestone mexeu os pauzinhos para abrir espaço para o recesso de verão.
 
Claro que a crítica é apenas com relação a Le Mans, não todas as provas de todas as categorias. Apesar de ainda haver uma chance de que o calendário seja alterado, na reunião do Conselho Mundial de Esporte a Motor em dezembro, não parece promissor.
 
A Porsche, que gostaria de repetir o trio vencedor da prova no ano passado, vai manter Earl Bamber e Nick Tandy e esperar por Hülkenberg até a última confirmação do conflito de datas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube