Problema com ERS do motor Renault do RB10 encerra testes de Vettel em Jerez após apenas 11 voltas

Uma falha no armazenador de energia do motor Renault do RB10 encerrou mais cedo os testes de Sebastian Vettel em Jerez de la Frontera. Tetracampeão completou apenas 11 voltas na primeira bateria da pré-temporada


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



A Red Bull não teve vida fácil no início dos testes da pré-temporada 2014 da F1. Depois de enfrentar problemas de montagem no RB10 na terça-feira, foi uma falha no armazenador de energia do motor Renault do novo bólido que encerrou as atividades de Sebastian Vettel mais cedo nesta quarta-feira (29).

Campeão vigente da F1, Vettel conseguiu completar apenas três voltas no primeiro dia de atividades na pista andaluz e outras oito nesta quarta antes de ver uma falha no ERS do motor Renault encerrar mais cedo suas atividades.

Vettel completou apenas 11 voltas antes de deixar teste de Jerez (Foto: Getty Images)

A Red Bull optou, então, por dar o dia por encerrado, dando tempo para que Renault possa resolver o problema, e só volta à pista amanhã, já sob o comando de Daniel Ricciardo. Vettel, por sua vez, cancelou os compromissos com a imprensa e vai voltar para casa ainda nesta quarta.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Os problemas da Red Bull reforçam as dificuldades da Renault neste início de pré-temporada. Rob White, chefe da fábrica francesa, reconheceu que a situação precisa ser melhorada após um primeiro dia bastante problemático.

“Eu, sinceramente, esperava ter completado mais voltas, mas sem uma avaliação mais detalhada do que se passa nos boxes, não sei o que está acontecendo”, disse White. “É algo simples, mas o ritmo tem de melhorar substancialmente nos próximos dias ou semanas”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube