Racing Point diz que regulamento da F1 teve “pior efeito possível” sobre desempenho dos carros

O novo regulamento da Fórmula 1, que deixa os carros com aerodinâmica mais simples, teve consequências mais negativas do que a Racing Point esperava. Andy Green, diretor-técnico, relata o drama com um carro “mal balanceado”

A Racing Point não está feliz com os efeitos do novo regulamento técnico sobre os carros da Fórmula 1. De acordo com o diretor-técnico da equipe, Andy Green, a aerodinâmica simplificada representa perdas significativas em tempos de volta e equilíbrio do carro – consequências mais graves do que as anteriormente imaginadas.
 
“Foi um golpe duro”, disse Green, entrevistado pelo site ‘Motorsport.com’. “Quando colocamos o carro no túnel [de vento] pela primeira vez, alguns meses atrás, vimos [a perda de] alguns segundos por volta e um carro mal balanceado. Foi o pior efeito possível. Espero que a gente veja alguns pontos positivos a respeito de disputas mais acirradas. Nós, como todos os outros, estamos tentando sair desse buraco em que nos metemos com o novo regulamento. É algo significativo e é quase uma mudança completa de carro”, apontou.
 
A mudança na aerodinâmica dos carros foi uma solução de última hora que a Fórmula 1 encontrou para um problema das temporadas 2017 e 2018 – a dificuldade para ultrapassar. Por conta da aerodinâmica refinada dos carros, ficou difícil para um piloto seguir outro de perto enquanto prepara uma manobra.
A Racing Point não se anima com as mudanças do novo regulamento (Foto: Force India)

A Racing Point está descontente, mas não deixa de olhar para o lado positivo. Às vésperas do começo de uma temporada que promete altos gastos para desenvolver os novos carros, Green comemora a estabilidade financeira após a chegada de Lawrence Stroll como novo dono.
 
“É um grande desafio. Eu me pergunto se a velha Force India estaria passando por dificuldades. Mudanças significativas na arquitetura [do carro] exigem um desenvolvimento ao longo da temporada e nós estaríamos em dificuldades. Estamos em uma situação muito melhor agora e isso vai nos ajudar”, encerrou.
 
A temporada 2019 da Fórmula 1 começa em 17 de março, data reservada para o GP da Austrália, em Albert Park. A Racing Point encara 2019 com Sergio Pérez e Lance Stroll.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube