Racing Point lança RP20 ainda mais rosa para voltar a crescer na F1

A Racing Point perdeu força em 2019 e agora precisa fazer valer o alto investimento de Lawrence Stroll para trilhar o caminho contrário em 2020. Essa é a missão do RP20, carro de Sergio Pérez e Lance Stroll, apresentado nesta segunda-feira (17)

A Racing Point surgiu após o colapso da Force India naquilo que se provou um parto complicado. A temporada 2019  na Fórmula 1 foi dura, com a equipe de Silverstone perdendo força na luta contra rivais do pelotão intermediário. Em 2020, com investimento pesado e clima mais estável, a promessa é de reação. Essa é a responsabilidade do RP20, apresentado nesta segunda-feira (17).
 
O RP20 surgiu rosa, o que não é uma surpresa. O que chamou atenção mesmo é que o carro está ainda mais rosa do que de costume: com o fim do patrocínio da SportPesa, que deixava parte do carro azul, a tampa do motor inteira ficou com a BWT. Além da mudança no esquema de cores, o logo da companhia austríaca aparece inclinado, na diagonal.
 
Em termos de desenho do carro, a dianteira ganhou novas formas. Seguindo tendência já indica por equipes rivais, o RP20 tem bico mais estreito. Mesmo assim, o bólido ainda parece ser apenas uma continuação do RP19, sem revoluções aerodinâmicas.
O novo carro da Racing Point para 2020 (Foto: Reprodução)
“Queremos ficar em quarto de forma convincente", disse Otmar Szafnauer, chefe de equipe. "Nós queremos ficar mais perto do que nunca do top-3, queremos liderar o pelotão intermediário. Ano passado foi um pouco difícil e terminamos em sétimo, na parte de trás do pelotão intermediário, mas esse ano queremos dar um passo adiante e ficar onde costumamos estar. Para isso, houve muito desenvolvimento ao longo do inverno”, seguiu.
 
“Não é fácil porque a concorrência está mais forte. A McLaren fez um trabalho muito bom ano passado e a Renault, com a força de uma montadora e mais de 650 funcionários, não é algo fácil também. Mesmo a Toro Rosso [agora AlphaTauri], com a reação da Honda, esteve muito bem no fim do ano”, destacou.

A Racing Point, que sempre foi competitiva mesmo com orçamentos dos mais apertados, sonha em fazer valer o aporte financeira de Lawrence Stroll, dono desde o segundo semestre de 2018. A reação começou tímida, fora das pistas, com a reestruturação e ampliação das estruturas na fábrica de Silverstone, ultrapassada. Dessa forma, sem investir tanto assim no RP19, a equipe apareceu em um pouco empolgante sétimo lugar no Mundial de Construtores. Se o investimento no RP20 se transformar em melhor performance, o único caminho é o da evolução.

 
Quando o assunto é pilotos, nada mudou para a equipe rosácea. Sergio Pérez segue sendo a voz da experiência, partindo para o sexto ano defendendo a equipe de Silverstone, em uma parceria de bons frutos e pontos fartos. Lance Stroll segue ocupando o outro lado da garagem, também sem surpresa alguma. O canadense, que até teve bons momentos em 2019, precisa resolver de uma vez por toda as performances decepcionantes em treinos classificatórios. Os dois, juntos, vão carregar as esperanças do chefe Otmar Szafnauer de alcançar a McLaren e se afirmar como quarta melhor escuderia da F1, retomando condição defendida em 2016 e 2017.
 
Por mais que 2020 seja o ano em que a Racing Point promete engrenar, será também o começo do fim. Ou de um novo recomeço: já foi definido que a escuderia passa a se chamar Aston Martin em 2021, consequência da decisão de Lawrence Stroll de investir na icônica montadora britânica.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube