Red Bull diz “compartilhar decepção dos fãs” e não demonstra apoio a cancelamento

Diferente da maioria das equipes do grid, a Red Bull se mostrou contrariada com a decisão da FIA e da F1 ao cancelar o GP da Austrália. Além da equipe taurina, AlphaTauri e Racing Point se mostraram a dispostas a correr antes do veredito a respeito do evento que abriria a temporada 2020 do Mundial

Ainda que a maioria das equipes tenha apoiado a decisão da FIA, da Fórmula 1 e dos organizadores do GP da Austrália em cancelar a prova que abriria a temporada 2020 do Mundial, no próximo domingo, a Red Bull veio a público mostrar contrariedade em relação à medida. A escuderia taurina deixou evidente, em comunicado emitido pouco depois do anúncio oficial, feito na manhã de sexta-feira (13) na Austrália — noite de quinta-feira no Brasil —, que compartilha “a decepção dos fãs”.

 
“Após a confirmação da F1, da FIA e do Australian Grand Prix Corporation de que o GP da Austrália foi cancelado, e à luz dos eventos de força maior que estamos enfrentando em relação à pandemia do Covid-19, o foco da equipe agora muda para garantir que todas as pessoas voltem para casa o mais rápido e da forma mais segura possível e que todas as precauções necessárias sejam tomadas de acordo com as diretrizes do governo e da Organização Mundial de Saúde”, diz o início do comunicado publicado pela Red Bull.
 
“Compartilhamos a decepção dos fãs, mas a segurança das escuderias, fãs, imprensa e equipe do circuito continua sendo de absoluta prioridade. Aguardamos agora mais informações da FIA sobre o status das futuras corridas”, complementou.
Chefiada por Christian Horner, a Red Bull mostrou contrariedade à decisão (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Além da Red Bull, a revista britânica ‘Autosport’ reporta que AlphaTauri — equipe B da marca dos energéticos — e a Racing Point demonstraram a intenção de correr neste fim de semana. O time de Silverstone, por exemplo, realizou treinos de pit-stop logo que a decisão do cancelamento do GP da Austrália foi anunciada.
 
De acordo com a revista, um membro da Red Bull expressou seu descontentamento com a medida. “Somos competidores e estamos aqui para correr”.
 
Em contrapartida, a Honda, parceira e fornecedora de motores da Red Bull e da AlphaTauri, apoiou o cancelamento. “Estamos em total acordo com a decisão de cancelar o GP da Austrália. Todos nós viemos para cá para correr, mas a situação do Covid-19 mudou tudo muito rapidamente. A partir do momento em que foi oficialmente declarada uma pandemia, este cancelamento mostrou ser o único caminho lógico”.
 
“A saúde e a segurança de todos na nossa equipe, de toda a comunidade da F1 e dos fãs no circuito tem de ser a principal prioridade. Sentimos muito pelos fãs que vieram para cá assistir à primeira corrida do ano. Esperamos que o campeonato possa ser retomado em breve e em segurança”, acrescentou a nota emitida pela montadora japonesa.

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube