Red Bull estuda copiar solução da Williams e usar asa dianteira com ‘bico-mamilo’ durante temporada 2015

O estranho "bico-mamilo" apresentado pela Williams parece ter agradado a Red Bull. Insatisfeita com o bico longo, o time austríaco cogita copiar a solução encontrada pelo time de Grove

A Red Bull não está totalmente satisfeita com o que tem para 2015. Após tempos modestos na primeira bateria de testes coletivos em Jerez, o engenheiro-chefe Rob Marshall afirmou que os austríacos devem mexer no bico e que Williams é, hoje, o exemplo a ser seguido pela equipe na confecção da peça.
 
O engenheiro-chefe admitiu que uma solução parecida com o "bico-mamilo" usado pelo time de Grove parece a melhor opção, mas muito ainda pode acontecer e os planos ainda podem mudar na Red Bull.
 
"Dos bicos diferentes que tentamos, o da Williams é o que mais gostamos no momento. Não há dúvida que vão ter outros no futuro, e estou certo de que outras equipes estão preparando outros bicos, asas e sabe Deus o que mais. O que você vê no primeiro dia do primeiro teste não é o que sempre veremos acontecer mais tarde", disse.
 
Marshall admitiu que a preparação do time austríaco não foi concluída antes dos testes em Jerez e que o time teve de se virar para ter o RB11 aprovado no teste de impacto.
 
"Tivemos algumas opiniões diferentes e começamos a fazer o programa de crash-test há tempos. Encontramos problemas que precisamos resolver e tentar alguns mais maleáveis e outros mais duros. Na realidade, chegamos a Jerez no limite. Não porque nossos programas de testes foram muito bem, até foi, mas porque começamos, como normalmente, a trabalhar tarde no design do carro", seguiu.
O "bico-mamilo" da Williams pode ser copiado pela Red Bull (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Pat Symonds, diretor-técnico da Williams, admitiu que não foi fácil passar pelo teste de impacto da FIA com um bico tão mais curto que os rivais.
 
"É o equilíbrio de conseguir uma boa solução aerodinâmica e que seja uma que passe pelo crash-test. Nosso sentimento era que aerodinamicamente nós estávamos andando com um bico muito curto, mas claro que para passar facilmente pelo crash-test um bico mais longo seria melhor", avaliou.
 
Symonds acredita que o time encontrou um bom bico e elogiou a peça especialmente por ser curta em relação aos bicos das outras equipes.
 
"Então, havia bastante equilíbrio ali. Estou bem satisfeito com a solução que conseguimos. Foi boa. Não foi fácil passar pelos testes, mas creio que temos um dos bicos mais curtos que mostra a qualidade do nosso design", concluiu.
 
O melhor tempo da equipe em Jerez foi de Daniel Ricciardo, apenas o 13º no geral. Daniil Kvyat fez a 14ª melhor marca.
IDADE PESA NAS PISTAS?

Segundo colocado no Mundial de MotoGP em 2014, Valentino Rossi mostra que é possível atenuar os efeitos da idade e prolongar o auge de um atleta no esporte a motor. Além disso, Jenson Button e Tom Kristensen garantem que o aspecto físico não prejudica. Mas é preciso tomar cuidado especialmente com a motivação, como destaca o australiano Mark Webber, que deixou a F1 aos 37 anos no fim de 2013.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube