Red Bull promete avaliar possibilidade de parceria com Audi por motores na F1 em 2025

Helmut Marko, consultor da Red Bull, não descartou a possibilidade de colaborar com a Audi na produção de motores para a F1. A escuderia perde a Honda ao fim de 2021

Volta rápida na pista de Miami, que recebe a F1 em 2022 (Vídeo: Miami)

Helmut Marko, consultor da Red Bull, não descarta a possibilidade de a equipe dos energéticos se aliar à Audi para a fabricação de motores para a Fórmula 1. O dirigente austríaco considera unir forças com a marca alemã para 2025, quando o regulamento técnico do Mundial vai passar por novas mudanças profundas, que vão abranger a concepção da unidade de potência.

Em entrevista ao canal Servus TV, emissora parceira da Red Bull, Marko afirmou que a ideia é vista com bons olhos em Milton Keynes. “Nosso plano é construir nosso próprio motor até 2025, mas se a Audi se apresentar nesse ínterim, avaliaremos se a cooperação é possível”, afirmou.

HELMUT MARKO; RED BULL;
Helmut Marko jamais teve papas na língua (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O alento para a equipe austríaca é que até o ano de 2024 o desenvolvimento e as mudanças nos motores estarão congelados, mantendo-se iguais as atuais unidades. Porém, a partir de 2025, um novo regulamento específico técnico entrará em vigor. A expectativa é de que a Red Bull tenha dificuldades de fabricar unidades de potência por conta própria, apesar de tal possibilidade não ser completamente descartada.

A indefinição é fruto da saída da Honda da Fórmula 1, que se concretiza ao fim de 2021. A escuderia fica sem sua principal aliada, logo quando os japoneses parecem ter acertado a mão. Para não depender de ninguém antes da introdução do regulamento de 2025, os taurinos anunciaram a criação da Red Bull Powertrains, unidade especifica de desenvolvimento de motores, que será chefiada por Ben Hodgkinson, que trabalhou na Mercedes por 20 anos.

A Audi, por sua vez, é uma marca que flerta com relativa frequência com a F1. Ainda assim, nunca esteve de fato no grid, seja com equipe própria, seja como fornecedora. A montadora passou os últimos anos concentrando esforços na Fórmula E.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube