Red Bull rechaça “dúvidas” sobre processo de evolução do carro na F1: “Escolha é nossa”

Paul Monaghan, engenheiro-chefe da Red Bull, defendeu o plano de atualizações que a equipe tem para temporada 2024 da Fórmula 1

Depois de iniciar a temporada de 2024 de maneira dominante, a Red Bull tem perdido terreno nas últimas etapas da Fórmula 1. Com atualizações nos carros, McLaren e Ferrari deram um salto e venceram em Miami e Mônaco. Apesar da aproximação das concorrentes, Paul Monaghan, engenheiro-chefe dos taurinos, defendeu o plano de atualizações da equipe.

A Red Bull começou 2024 com duas dobradinhas folgadas no Bahrein e Arábia Saudita, com Max Verstappen e Sérgio Pérez. O abandono do neerlandês e a falta de competitividade do mexicano na Austrália parecia um caso isolado após novo 1-2 no Japão e o duplo pódio na China, com Lando Norris entre Verstappen e Pérez.

No entanto, o domínio sumiu após o GP de Miami. Uma bandeira amarela colocou Norris na liderança, mas o piloto da McLaren imprimiu forte ritmo para vencer a primeira vez na carreira nas ruas da Flórida. Em Ímola, o britânico terminou somente 0s725 atrás de Verstappen, imprimindo forte ritmo na fase final. Em Mônaco, Charles Leclerc venceu e o tricampeão não conseguiu nada além de um sexto lugar.

Monaghan explicou que existe um plano para implementar atualizações no RB20, modelo que a Red Bull compete em 2024, e a programação será seguida ao longo do campeonato atual, sem necessidade de “reagir” ao crescimento de Ferrari e McLaren.

Paul Monaghan está na Red Bull desde 2005 (Foto: Red Bull Content Pool)

“Uma mudança visual não é necessariamente um indicativo de desempenho aerodinâmico. Não é como se estivéssemos fora do ritmo e precisássemos experimentar grandes mudanças. Temos um carro realmente competitivo”, disparou.

“Acho que temos um bom entendimento do carro. Não devemos duvidar de nosso processo de desenvolvimento. Existem atualizações a caminho. Não é algo que você reage por ter sido um pouco apertado na última semana ou por ter sido derrotado. Nosso plano está pronto, não temos preguiça de fazer as melhorias, mas quando elas estiverem prontas, estarão no carro”, completou.

A Red Bull tem apresentado dificuldades em circuitos de rua em 2024. Venceu apenas uma das quatro corridas nesse tipo de traçado — a etapa em Jedá, realizada em março. Monaghan sugeriu, além de aprender mais a respeito do carro nesse tipo de pista, que o time pode ter outra forma de abordagem no acerto.

“Cada circuito apresenta uma série de desafios, nós temos de aprender a lidar com eles melhor do que os outros. Há três faixas de velocidades em curvas: baixa, média e alta. Se conseguirmos nosso tempo de volta de forma diferente dos concorrentes, a escolha é nossa, certo?”

“Em Ímola, a McLaren tinha um nível de asa diferente da Ferrari, que era distinta da Mercedes. Há maneiras diversas para marcar tempo. Se tiver asa maior, você perde velocidade em reta, mas ganha nas curvas. A equipes fazem as escolhas, assim como em todos os circuitos”, finalizou.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.