Red Bull revela que maioria queria correr após desistência da McLaren

Christian Horner admitiu decepção pela não realização do GP da Austrália, cancelado na última sexta-feira por conta da pandemia de coronavírus, que infectou um membro da McLaren. Entretanto, o chefe reconheceu que a segurança dos envolvidos na F1 é mais importante

Chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner afirmou que a maioria das equipes queria correr na Austrália mesmo após a confirmação de que um membro da McLaren foi infectado pelo coronavírus. A prova, esperada para acontecer neste domingo (15), foi cancelada na última sexta-feira.
 
Em entrevista ao canal holandês Ziggo Sports, Horner afirmou que as autoridades de saúde e a FIA deram a autorização para a realização da prova em Melbourne, mas a situação mudou após uma reunião em que as equipes optaram por retificar a postura, já que também eram favoráveis à disputa.
 
"Estávamos motivados a monitorar a situação. As autoridades de saúde local deram autorização para o evento, a FIA deu. Existia uma maioria a favor de correr e da realização de mais exames em caso de mais surtos", disse Horner.
Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
"Isso mudou com a reunião em que os times mudaram de ideia, então o promotor não teve escolha a não ser cancelar o evento. O importante agora é levar todos os membros para casa de forma segura", completou.
 
Horner mostrou decepção com o cancelamento, mas também afirmou que a segurança e saúde de todos os envolvidos na Fórmula 1 é o mais importante.
 
"Eu acho que a situação global está mudando hora a hora, dia a dia. Quando chegamos na Austrália, a intenção era correr. Infelizmente, após o teste positivo de uma pessoa no paddock, a decisão foi de cancelar o evento. A segurança, o bem estar do staff, dos fãs, dos espectadores e do paddock são muito importantes", completou.

Paddockast #52
PREVISÕES CERTEIRAS E OUSADAS PARA F1 2020

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube