Red Bull troca motor, e Verstappen larga no fim do grid no GP da Rússia de F1

A equipe dos energéticos optou por fazer a troca em Sóchi neste fim de semana. Assim, o piloto holandês terá de cumprir punição prevista no regulamento da FIA (Federação Internacional de Automobilismo)

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou nesta sexta-feira (24) que a Red Bull vai trocar o motor de Max Verstappen para o GP da Rússia de Fórmula 1. Assim, o holandês terá de largar do fundo do grid.

Os pilotos têm direito a utilizar três unidades de potência por temporada, mas o segundo motor de Verstappen foi perdido com o acidente com Lewis Hamilton no GP da Inglaterra. Assim, Max terá de exceder os limites de componentes permitidos, o que representa uma punição automática.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Max Verstappen vai largar no fundo do grid de Sóchi (Foto: Xavi Bonilla/AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

As corridas do fim de semana na TV e no streaming: 24 a 26 de setembro

O líder do Mundial, aliás, chegou em Sóchi já com uma punição, já que perdeu três posições no grid russo por conta do acidente com Hamilton no GP da Itália.

A troca no circuito russo leva em conta as características da pista, já que o layout permite ultrapassagens. A chuva, porém, pode ser um fator de dificuldade para a Red Bull no fim de semana.

Além de Verstappen, Charles Leclerc também vai sair do fundo do pelotão, já que a Ferrari também teve de trocar o motor do monegasco.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Rússia deste fim de semana AO VIVO e EM TEMPO REAL. O segundo treino livre está marcado para as 9h (de Brasília) da sexta-feira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar