Reserva da McLaren, Magnussen quebra mão após queda de bicicleta e desfalca equipe em Cingapura

Kevin Magnussen sofreu uma queda de bicicleta enquanto treinava e acabou quebrando a mão esquerda com o impacto. Desta forma, o dinamarquês não embarcará para a cidade-estado neste fim de semana para ser suplente de Fernando Alonso e Jenson Button

No começo da temporada, Kevin Magnussen substituiu o titular da McLaren, Fernando Alonso, no GP da Austrália, uma vez que o bicampeão, contratado junto à Ferrari a peso de ouro, sofreu um acidente nos testes da pré-temporada em Barcelona e não apresentou condições físicas para correr em Melbourne. Mas o dinamarquês não poderá substituir Alonso ou Jenson Button neste fim de semana, em Cingapura, caso seja necessário.

Magnussen sofreu um acidente de bicicleta durante um treinamento e quebrou a mão esquerda com o impacto da batida. Assim, o jovem piloto, que foi titular da McLaren no ano passado, sequer embarcou para Cingapura no fim de semana para ficar à disposição da escuderia de Woking.

O piloto publicou uma foto mostrando sua mão esquerda imobilizada, justificando sua não-ida para a cidade-estado neste fim de semana. Desta forma, Stoffel Vandoorne, piloto apoiado pela McLaren e virtual campeão da temporada 2015 da GP2, deve ser o suplente de Alonso e Button em Cingapura.

Sobre 2016, em teoria Magnussen e Vandoorne surgem como possibilidade para o posto de titular da McLaren. Entretanto, Éric Boullier, diretor de corridas da escuderia britânica, reforçou que pretende manter Button ao lado de Alonso no segundo ano da reedição da parceria da McLaren com a Honda, optando por um duo mais experiente.

Magnussen, desta forma, já começa a flertar com a novata Haas por um lugar para correr em 2016. O dinamarquês disse que “amaria” representar a debutante equipe norte-americana, que fará sua estreia no grid da F1 na próxima temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube