Reserva da Williams, Kubica se satisfaz com retorno à F1 e garante “melhor forma física que já tive”

Robert Kubica não conseguiu a titularidade na Williams, que coube a Sergey Sirotkin, mas se satisfaz com a condição de reserva. O polonês garante que segue trabalhando para disputar GPs de F1 no futuro

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Para aqueles que torciam por Robert Kubica como titular da Williams em 2018, o anúncio da chegada de Sergey Sirotkin nesta terça-feira (16) foi uma ducha de água fria. Mas não necessariamente para o polonês, que faz questão de exaltar o tão aguardado retorno ao paddock da F1, mesmo que na condição de piloto reserva da equipe britânica.
 
“Estou extremamente feliz por me juntar a Williams como piloto reserva e de desenvolvimento nesta temporada”, disse Kubica. “Me sinto na melhor forma física que jamais estive, mas foi preciso muito trabalho para chegar onde estou agora. Então gostaria de agradecer a Williams pelas oportunidades que eles me deram até aqui e por confiarem em mim com esta nomeação”, continuou.
 
Na condição de piloto reserva e de desenvolvimento, Kubica tem a chance de seguir evoluindo em sua adaptação aos carros atuais da F1. O polonês começou a ensaiar um retorno em meados de 2017, quando fez testes com a Renault. A porta na equipe francesa logo se fechou, o que forçou uma mudança de foco para a Williams.
Robert Kubica acelera com o carro da Williams nesta terça-feira (Foto: Sky Sports/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Mas além de se preparar melhor, Kubica também valoriza a missão de ajudar a Williams no desenvolvimento do FW41, carro da temporada 2018 da F1.
 
“Gostei de estar de volta ao paddock da F1 nos últimos meses, e agora estou ansioso para trabalhar com a equipe técnica da Williams, tanto na fábrica quanto na pista, para ajudar a realmente desenvolver o FW41 e fazer uma diferença na campanha de 2018 deles”, comentou. “Tendo guiado o FW36 e o FW40, estou ansioso para ver a comparação com o FW41 na pista e para trabalhar com o time para garantir que possamos maximizar a performance do carro”, frisou.
 
Sobre a possibilidade de um dia voltar a ser titular de uma equipe de F1, Kubica é claro: o sonho ainda não acabou. “Meu objetivo final segue sendo correr outra vez na F1 e este é outro importante passo nessa direção”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube