Ricciardo diz estar pronto para ‘risco’ de Red Bull levar título com Verstappen em 2019: “Aceitei isso”

Daniel Ricciardo deixou a poderosa Red Bull para representar a ainda mediana Renault. A possibilidade de os taurinos se encaixarem bem com a Honda, possibilitando a briga por título, foi algo que precisou ser assimilado e aceito

Ao trocar a Red Bull pela Renault, Daniel Ricciardo abriu mão de apostar as fichas na evolução do motor Honda. Caso os austríacos finalmente voltem a ter um grande carro, vai ser justamente no ano em que o australiano se foi, o que possivelmente significa ver Max Verstappen ser campeão da Fórmula 1. Estes são alguns dos pensamentos, mesmo que ainda distantes, que Ricciardo precisou ‘aceitar’ enquanto decidia deixar Milton Keynes.
 
“Uma parte do meu processo de decisão foi pensar ‘e se Honda e Red Bull forem incríveis ano que vem e o Max virar campeão?’. Eu fiz isso passar pela minha cabeça e fiquei ok, aceitei isso”, disse Ricciardo, entrevistado pela revista ‘Racer’.
 
Ao trocar Red Bull por Renault, Ricciardo embarcou em uma equipe com potencial, mas que ainda está longe das brigas por vitórias e títulos. A escuderia francesa, quarta melhor da F1 em 2018, segue incapaz de desafiar para valer as três gigantes – Mercedes e Ferrari, além da Red Bull.
Daniel Ricciardo trocou Red Bull por Renault (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Mesmo que os resultados da Renault sejam piores que os da Red Bull em 2019, Ricciardo não parece se importar muito. O que importava mesmo era ir em busca de um novo ambiente após período desgastante na equipe que o formou.
 
“Acho que, no fim das contas, uma das coisas mais importantes para me levar nesse caminho foi que eu precisava de uma mudança de qualquer jeito. Mesmo que a Red Bull mate a pau em 2019, não tenho convicção de que conseguiria extrair tudo, se isso faz sentido. Eu aceitei qualquer que seja o desenrolar disso. Independente do que aconteça, acho que isso [deixar a Red Bull] foi a coisa certa para mim”, encerrou.
 
A jornada de Ricciardo pela Renault começa em 17 de março, data do GP da Austrália, em Albert Park.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube