Rosberg admite que estratégia da Mercedes para vencer na Austrália foi “como no pôquer, uma grande aposta”

Nico Rosberg fez uma análise do GP da Austrália, disputado neste domingo (20), e disse que ficou surpreso com seu desempenho final e afirmou que a estratégia adotada pela Mercedes foi como "um jogo de pôquer, uma grande aposta". O alemão venceu a prova graças à tática da equipe prata

Nico Rosberg admitiu que a estratégia de pneus adotada pela Mercedes para vencer o GP da Austrália, disputado neste domingo (20), foi como "um jogo de pôquer, uma grande aposta". Depois de ser ver atrás da Ferrari na primeira parte da corrida, a equipe prata decidiu usar os pneus médios na segunda fase da prova. A tática deu certo, e o alemão foi capaz de superar Sebastian Vettel.
 
O ponto decisivo foi a bandeira vermelha causada pelo acidente entre Fernando Alonso e Esteban Gutiérrez, na volta 18. Depois da paralisação, a Mercedes decidiu calçar Rosberg com os compostos mais duros, com a meta de não parar mais. A Ferrari, por outro lado, manteve no carro de Vettel os pneus supermacios, o que forçou o alemão fazer uma nova parada antes do fim da corrida.
Nico Rosberg celebra vitória em Melbourne (Foto: Getty Images)
E embora tenha sofrido com problemas de freios e falta de aderência do pneu traseiro esquerdo, Rosberg foi capaz de conduzir o W07 #6 até a bandeirada, para abrir a temporada com uma vitória. "Definitivamente, usamos bem a bandeira vermelha para decidir pelos médios."
 
"O desafio é que você nunca abe o que os outros estão fazendo e nós não sabíamos o que a Ferrari ia fazer. Eu poderia ter colocado os supermacios para tentar alcançá-los, e eles teriam de se defender também os supermacios", explicou Nico.
 
"Então, foi como um jogo de pôquer, uma aposta, que deu certo", completou.
 
Rosberg também admitiu que, inicialmente, foi pego de surpresa com o fato de ter conseguido imprimir um forte ritmo, mesmo com a Ferrari andando com os compostos mais velozes. "Ele precisava chegar ao fim com ao menos mais um pit-stop, então ele estava administrando o ritmo", falou.
 
"Ele estava pressionando com os supermacios e eu fiz o mesmo com os médios, mas nós sabíamos que duraria até o fim da corrida. E ele precisava ter um ritmo decente e teve mesmo, mas fiquei surpreso com os nossos tempos", encerrou.
 
VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube