Saudosismo com Fórmula 1 do passado faz Berger parecer maior do que realmente foi

Gerhard Berger foi um dos exemplos mais clássicos de 'segundão' na história da Fórmula 1. Só que o saudosismo com os anos 1980 e 1990 da categoria fazem, hoje, o austríaco parecer melhor do que ele foi. Por isso, Berger foi lembrado no Paddockast dos pilotos superestimados

Gerhard Berger passou mais de uma década na Fórmula 1 com resultados aceitáveis, mas ficou conhecido mesmo por ser companheiro de Ayrton Senna na McLaren mais poderosa da história. Só que o austríaco perdia feio para o brasileiro, algo que hoje é muito mais visto só como mérito de Senna. No fim das contas, a capacidade de Berger é um tanto superestimada pelo saudosismo com a F1 dos anos 1980 e 1990? O Paddockast #66 discutiu.

A partir de 1min50s

Paddockast #66 | Os pilotos mais superestimados da história da F1
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube