Vettel rejeita glamour sobre profissão de piloto na F1: “Não me considero uma estrela”

Sebastian Vettel negou o glamour de ser um piloto de F1 ao dizer que não se considera uma estrela do esporte. Para ele, sua profissão o define bem: ele é apenas um competidor apaixonado por correr

HAMILTON E O MOTOR APIMENTADO: A ARMA DA MERCEDES NA ARÁBIA SAUDITA

Embora seja um dos pilotos de Fórmula 1 mais conhecidos, que marcou seu nome na história com quatro campeonatos mundiais, Sebastian Vettel não se vê como uma estrela no esporte. Para ele, sua profissão pode defini-lo bem: ele é apenas um piloto apaixonado por correr.

Questionado em coletiva de imprensa às vésperas do GP do Catar, Sebastian foi direto: disse que não sabia como era ser uma estrela pois não se considerava uma, na verdade. “Uma estrela como nós? Não sei, não me considero uma estrela de jeito nenhum”, respondeu ele.

“Não acho que os pilotos de corrida sejam estrelas. Acho que somos o que somos, somos pilotos de corrida. Eu me apaixonei pelo esporte desde muito jovem e sigo apaixonado. Acho que é isso que me motiva”, acrescentou o alemão.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sebastian Vettel revelou que não se vê como uma estrela na Fórmula 1 (Foto: Aston Martin)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Há muitas coisas boas que experimentei durante o meu trabalho ou ao longo dessa vida, mas o principal é que me apaixonei mais por pilotar”, completou.

Levando em consideração as declarações sinceras de Vettel, Lando Norris compartilhou da mesma opinião. Sentado ao seu lado na entrevista coletiva, o jovem britânico concordou com o tetracampeão mundial ao dizer que também se considera apenas mais um piloto de F1, fazendo aquilo que ama todos os dias.

“Nós nos vemos apenas como pilotos e pessoas normais que estão aqui por gostarem de fazer o que estamos fazendo e, como Seb disse também, fazemos isso desde que começamos porque é isso que amamos fazer”, comentou Norris.

“Não fazemos isso para nos ver como estrelas ou qualquer coisa mais do que isso. Talvez outras pessoas nos vejam assim, mas acho que, de forma realista, somos iguais a eles. Nós podemos simplesmente guiar um carro um pouco melhor do que eles”, concluiu.

MERCEDES DEVERIA TROCAR BOTTAS POR RUSSELL NA RETA FINAL DA F1 2021?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar