Sem pensar em estratégia, Hamilton prevê GP da Bélgica complicado e diz que largar atrás “será grande desafio”

Lewis Hamilton deixou claro que não se sente pressionado e que está concentrado apenas em acelerar, deixando a estratégia de pista para a Mercedes. Mas o britânico afirmou que espera que o GP da Bélgica seja bastante difícil em razão das altas temperaturas e também por causa dos pneus

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Lewis Hamilton nem se lembra da última vez em que largou tão atrás no grid da F1. Mas nem faz tanto tempo assim. No GP da China, o britânico foi punido em razão de uma troca de motor e teve de partir do fim do grid. Em Xangai, o tricampeão do mundo iniciava seu calvário quanto aos problemas na unidade de potência, e a consequência de tudo isso foi a série de trocas de peças do motor providenciada pela Mercedes. Na esteira de tudo isso, Hamilton foi punido e perdeu 55 posições no grid de largada do GP da Bélgica, na prática, largando em último lugar.
 
Hamilton sabe que terá pela frente uma missão duríssima para se manter na ponta do Mundial de Pilotos. Lewis tem 19 pontos de frente para Nico Rosberg, que larga como grande favorito à vitória no domingo em Spa-Francorchamps. A Hamilton, a luta será para reagir e somar o maior número possível de pontos.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Lewis Hamilton durante o segundo treino livre em Spa-Francorchamps, na Bélgica (Foto: Beto Issa)
Em entrevista coletiva logo após encerrar sua participação no treino classificatório, Hamilton deixou claro que não está preocupado com a estratégia para ganhar posições. “Disso os meus caras se encarregam, amanhã só tenho de correr”, disse.
 
“Com essas temperaturas e esses pneus, avançar vai ser algo complicado”, afirmou o piloto, que aposta no ótimo ritmo de corrida da Mercedes como trunfo para reagir. “Sim, isso é certo. Pelo que eu me lembro, nunca larguei tão lá atrás, de modo que vai ser um grande desafio”, declarou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Questionado sobre a decisão de não forçar o ritmo na classificação para priorizar a corrida, Hamilton disse que tudo foi acertado junto com a Mercedes.

 
“É uma decisão que tomamos em comum acordo, tanto a equipe quanto eu, porque tínhamos que ter mais pneus para amanhã, ainda mais nas condições em que estamos. Também precisamos cuidar do motor, de modo que é bom pensar já na corrida e porque estou igual ao resto quanto ao número de motores para lutar de igual para igual”, concluiu.

PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube