Sem ter motor definido, Red Bull acaba com suspense e garante que disputa temporada 2016 da F1

A Red Bull vai seguir na F1 em 2016. Nesta quinta-feira (12), em Interlagos, Christian Horner encerrou a novela, mas, claro deixando algum suspense no ar: ainda não está confirmado o nome da fornecedora de motores

A novela da Red Bull está próxima de chegar ao final. Nesta quinta-feira (12), o chefe da equipe Christian Horner afirmou ao canal britânico BBC Sport em Interlagos que o time vai seguir na categoria na temporada 2016. Resta, agora, saber quem será o fornecedor dos motores.
 
Horner confirmou que a Red Bull não tem nenhuma intenção de deixar a F1 e que o time só precisa definir a melhor alternativa em termos de competitividade.
 
"Nós estamos comprometidos a seguir na F1 em 2016 e nos próximos anos. Estamos trabalhando duro para definir esta situação e sermos o mais competitivo possível", disse.
Ricciardo e o sorriso característico vão ficar na F1 em 2016 (Foto: Getty Images)
Apesar dos boatos maiores indicarem uma reaproximação com a Renault, Horner não entrou em detalhes e tornou a dizer que os austríacos se pronunciarão sobre a escolha em Abu Dhabi.
 
"Eu espero que, na última etapa da temporada, a gente tenha condições de revelar quais os nossos planos para 2016", afirmou.
O time dos energéticos tentou negociar com Mercedes e Ferrari, mas não conseguiu um acordo. Até mesmo a Honda se tornou uma opção, mas a McLaren lançou mão de seu poder de veto para inviabilizar a parceria.
 
Parceira de longa data da Renault, a Red Bull não suportou a falta de desempenho dos motores V6 turbo francês e atacou duramente a fornecedora. Ainda assim, o presidente da marca, Carlos Ghosn, considera a possibilidade de vender motores sem marca para permitir que o time siga no esporte.
 
Questionado durante o fim de semana do GP do México se a Renault permanecia sendo uma opção, Christian Horner, chefe da Red Bull, respondeu: “Não há muitas opções, mas pode ter alguma coisa”.

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Adivinha quem que Hamilton vai homenagear neste GP do…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube