Pérez diz que adaptação ao carro da Red Bull é como ir para “categoria diferente”

Ainda em processo de adaptação ao RB16B, Sergio Pérez afirma que, por mais que seja uma das maiores equipes do grid, 'conversar' com carro da Red Bull é extremamente difícil

Pedro Henrique Marum refletiu sobre o 2021 de Daniel Ricciardo no GP às 10

Depois de exatos 13 anos confiando nos pilotos de sua própria academia, a Red Bull apostou em uma nova estratégia em 2021 ao nomear Sergio Pérez como companheiro de Max Verstappen. E, embora tenha ascendido para uma das maiores equipes do grid, o desafio aceito pelo mexicano não foi fácil. ‘Checo’ Pérez revelou que teve que mudar sua ‘filosofia’ para se adaptar ao RB16B.

“A maneira como você faz o tempo de volta neste carro, a maneira como você luta quando está no ar sujo, em comparação com o que eu estava acostumado a fazer, e como você guia nas corridas, é muito diferente”, disse Pérez, em entrevista ao site Autosport.

“Além disso, é muito sobre como você cuida dos pneus. Cada carro tem requisitos diferentes de aquecimento e resfriamento, com detalhes muito específicos, pois tudo está relacionado aos pneus. Portanto, é apenas um mundo diferente, para ser honesto. É como se eu tivesse mudado de categoria. É apenas uma categoria diferente”, acrescentou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Sergio Pérez durante entrevista coletiva do GP da Hungria de F1 (Foto: AFP)

A difícil adaptação de Pérez parecia de mudado depois do GP do Azerbaijão, quando venceu sua primeira corrida pelo time austríaco. Na etapa seguinte, em Paul Ricard, o dono #11 chegou novamente ao pódio, na terceira posição. Mas, a partir daí, Pérez não conseguiu conquistar resultados mais expressivos. Um dos impasses, para ele, é a mudança brusca de equipe.

“Passei de uma equipe para outra bem diferente em termos de como o carro alcançava o tempo de volta, e tem sido mais difícil do que o esperado, mudar de equipe, sabe, principalmente vindo para uma equipe que já está lutando pelo campeonato”, explicou.

“Só estou aprendendo muito, sabe, com o carro e com a equipe. Cheguei a uma filosofia de equipe, motor e carro muito diferentes, então estou apenas seguindo em frente e, com o tempo melhorando, as coisas estão melhorando. Mas não é um processo fácil e é contínuo. Entrando em uma nova estrutura, uma estrutura como a da Red Bull, é muito grande e não é fácil encontrar os pés. Mas estou chegando lá”, seguiu Pérez.

Pérez está a 104 pontos de Max Verstappen no Mundial de Pilotos. Por isso, ele admite que ainda está levando “muito tempo” para entrar no ritmo nos finais de semana de corrida.

“Eventualmente eu chego lá, mas me leva muito tempo para isso. Eu diria que é um carro mais rápido, mas a maneira como você tira o tempo da volta é muito diferente. No final das contas, todos os carros de F1 ficam muito próximos, mas é apenas a maneira como você extrai o tempo máximo de volta de cada carro que é muito diferente. E eu fui para um carro que é muito diferente”, concluiu.

RODA MURCHA! FLAVIO GOMES ELEGE AS DECEPÇÕES DA PRIMEIRA PARTE DA F1 2021 | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar