Pérez diz que disputa interna com Verstappen pesou para renovação: “Amo esse desafio”

Sergio Pérez admitiu que o desafio de ter Max Verstappen como companheiro de equipe o faz querer melhorar como piloto, o que pesou para renovação de contrato com a Red Bull

De contrato renovado com a Red Bull até o fim de 2026, Sergio Pérez afirmou que tem como objetivo encerrar a carreira na equipe austríaca e destacou o papel da parceria — e da disputa interna — com o tricampeão mundial Max Verstappen no processo de extensão do vínculo. O mexicano revelou que o interesse em seus serviços surgiu por parte de outras equipes do grid da Fórmula 1, mas ressaltou a felicidade por trabalhar com os funcionários do time de Milton Keynes e afirmou que fica “grato” pela oportunidade de permanecer.

“Eu tinha algumas opções fora da equipe, mas minha intenção era continuar”, admitiu Pérez ao portal Racer. “Estou muito feliz. Adoro trabalhar com esse grupo de mecânicos e engenheiros. Todos trabalham muito duro e dão tudo de si”, elogiou.

“Estou super feliz de continuar minha jornada com a equipe”, afirmou. “Estou extremamente grato pela oportunidade que foi dada a mim. Realmente gostaria de encerrar minha carreira nesse time”, destacou.

Para Pérez, outro ponto importante na renovação foi a chance de ter Verstappen como companheiro de equipe. Segundo ele, o desafio de encarar alguém tão rápido e que performa em um nível tão alto a cada fim de semana só pode ser encontrado na própria Red Bull.

Pérez e Verstappen formam a dupla da Red Bull desde 2021 (Foto: Red Bull Content Pool)

“Amo ter o desafio de ser o companheiro de equipe do Max [Verstappen]. Isso me faz querer evoluir, precisamente porque é tão desafiador. Faz com que você queira continuar aprendendo e crescendo. Com outros pilotos, vocês também viram o quanto é duro. A Red Bull é diferente de qualquer outra equipe nesse aspecto”, pontuou.

Segundo Pérez, enfrentar o neerlandês faz com que o mexicano queira sempre evoluir — não apenas no aspecto esportivo, mas também pelo lado mental. Para ele, Verstappen e o carro “são um só” — e não seria possível encontrar esse tipo de desafio em outro time.

“Mentalmente, isso tira tudo de você. E você também precisa ser muito forte para conseguir lidar com a pressão que vem de dentro da equipe. Já tem muita coisa acontecendo do lado de fora e, do lado de dentro, você está lidando com alguém que dá o tom ao performar em um nível muito alto”, comentou.

“Ele e o carro são um só. Se você for para outro time, com um companheiro de equipe diferente, você aborda de forma diferente também. Mas eu amo esse desafio”, finalizou Pérez.

Fórmula 1 volta entre os dias 21 e 23 de junho, em Barcelona, com o GP da Espanha, décima etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como de todas as provas do ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.