Sexta-feira de primeiros treinos da Fórmula 1 tem previsão de chuva durante manhã

Ainda não chove no Red Bull Ring, mas isso deve mudar ao longo do primeiro treino livre. O risco de intempérie é de 60% na hora da sessão, depois quase zerando durante a tarde

A sexta-feira (3) reserva o primeiro dia de atividade oficial da Fórmula 1 em quatro meses. E será já com uma interferência da mãe natureza: de acordo com o Weather Channel, a região de Spielberg, onde se localiza o Red Bull Ring, será atingida por chuva ao longo da manhã.

Apesar de no momento da publicação desta notícia ainda não chover no autódromo, os céus estão carregados. É por isso que o risco de intempérie fica na casa dos 60% entre 9h e 13h locais. Para referência, o primeiro treino livre acontece entre 11h e 12h30 (6h e 7h30 no horário de Brasília).

O Red Bull Ring amanheceu úmido após um pouco de chuva (Foto: McLaren)

Em contrapartida, a expectativa é de que a tarde seja seca. O risco de chuva cai rapidamente às 14h e segue baixa ao longo do dia, ficando abaixo dos 10%. Trata-se de um alívio para as equipes: caso o TL1 se torne pouco útil em termos de análise de acerto e de performance, o TL2 deve trazer sinais mais claros.

Quando o assunto é temperatura, a previsão do tempo indica certo alívio. A chuva impede calor intenso, tal como se viu no fim de semana do GP da Áustria de 2019. Ainda de acordo com o Weather Channel, a máxima do dia deve ser de 19°C, quase irrisório para o verão europeu.

A previsão para o resto do fim de semana segue indicando pista seca tanto para treino classificatório quanto para corrida. Ou seja, o TL1 iminente provavelmente será a única chance do fim de semana de ver carros acelerando em um asfalto molhado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube