GP da Inglaterra espera aval do governo local para público de até 140 mil pessoas

Organização do circuito de Silverstone, sede do GP da Inglaterra, aguarda aval do governo britânico para receber até 140 mil fãs durante o fim de semana de corrida marcada entre os dias 16 e 18 de julho

Romain Grosjean rodou e atacou de bombeiro em Detroit (Vídeo: Indycar)

Após sediar o GP da Inglaterra e o GP comemorativo dos 70 anos da Fórmula 1 sem público em 2020 por conta da pandemia de Covid-19, a administração do circuito de Silverstone sinalizou ao governo britânico que pretende receber até 140 mil fãs no GP da Inglaterra deste ano, décima etapa do Mundial de Fórmula 1, marcada entre os dias 16 e 18 de julho.

De acordo com o site Our World in Data, 44,8% da população britânica está imunizada, ou seja, recebeu as duas doses do imunizante contra a Covid-19. Desta forma, a organização do evento entende que é possível realizar a corrida com presença do público, situação essa vista como essencial para manter a “sobrevivência do negócio”.

Em 2019, Lewis Hamilton novamente venceu em Silverstone e caiu nos braços dos fãs. Foi o último GP de F1 a ser realizado com público na Inglaterra (Foto: Mercedes)

No entanto, a decisão sobre o fim das restrições em razão da pandemia foi adiada. O premiê britânico, Boris Johnson, postergou o chamado ‘Freedom Day’ (‘Dia da Liberdade’ em tradução literal) em quatro semanas e reagendou a medida para 19 de julho, justamente um dia após a corrida, na tentativa de aumentar o número de vacinados e se prevenir da variante Delta da doença, o que tem feito com que o número de registros de casos positivos tenha aumentado nas últimas semanas (média móvel de 7.730 por dia, segundo o Our World in Data).

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a organização pediu um posicionamento concreto do governo em relação ao projeto para que as medidas necessárias para a realização da prova com portões abertos sejam tomadas.

“A organização de Silverstone explicou que precisa saber o que vai acontecer nos próximos dias para acertar todos os detalhes a tempo. O argumento é que a sobrevivência do negócio depende da quantidade de público presente depois que a corrida do ano passado foi cancelada”, disse o comunicado.

Os promotores do GP da Inglaterra pretendem adotar um procedimento padrão para eventos esportivos, como tem sido visto na própria Fórmula 1 e adotado também nos jogos da Eurocopa 2020, que exige do público documento comprobatório da aplicação das duas doses de vacina contra a Covid-19, ou um teste PCR negativo para a doença realizado 24 horas antes do evento.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar