Stevens aponta erros na estratégia e nos boxes no GP da Inglaterra como fatores para Manor Marussia seguir zerada

Will Stevens afirmou que o bom desempenho da Manor Marussia no GP da Inglaterra pegou o time todo de surpresa. Mesmo assim, com os 10% finais da prova "desastrosos", o time segue sem pontos na temporada

Fernando Alonso marcou seu primeiro ponto na temporada com o décimo lugar em Silverstone. Porém, segundo Will Stevens, quem poderia ter ficado com este pontinho era a Manor Marussia, que teve a corrida complicada por falhas nos boxes e a escolha errada da hora de colocar os compostos intermediários.
 
Stevens contou que vinha muito bem na prova até o momento da parada para colocar pneus intermediários. Foi nestas voltas que o inglês perdeu a vantagem até para o companheiro de equipe Roberto Merhi.
 
“Quando eu parei, o time não estava preparado para me receber e eu tive de esperar cerca de 15s e, assim, perdi toda a vantagem que tinha para o Roberto. Foi aí que vimos que a pista estava muito seca para os pneus intermediários e eu destruí completamente os pneus em oito voltas. Mesmo assim, o time chamou o Roberto primeiro para os boxes”, disse.
 
O britânico afirmou que, quando a chuva apertou, já estava com os pneus completamente comprometidos e foi aí que um bom resultado se tornou impossível.
 
“Na volta em que ele parou, eu escapei da pista, fui para o muro e tinha virado totalmente passageiro do meu carro. Não tinha o menor controle sobre ele, a chuva havia apertado e eu estava sem pneus. Depois, colocamos novos intermediários, mas só deu para levar o carro para casa”, explicou.
Will Stevens viu o GP da Inglaterra como ótima chance da Manor Marussia ter pontuado (Foto: Getty Images)
Para Stevens, o time deixou escapar uma ótima oportunidade de pontuar no GP da Inglaterra.
 
“A gente esteve bem perto dos pontos. Era aguardar mais algumas voltas para colocar os pneus intermediários e caprichar nas paradas que a gente teria pontuado”, falou.
 
O inglês exaltou a corrida que a Manor Marussia teve neste domingo e afirmou que o bom rendimento do carro pegou a todos do time de surpresa.
 
“Eu diria que 90% da corrida foram muito positivos, mas os últimos 10% foram extremamente desapontadores. Era para ser uma das pistas mais complicadas para a Marussia, era para ser um dos piores desempenhos, mas o carro esteve bem e a gente quase conseguiu um grande resultado”, completou.
 
A Manor Marussia segue sem ter marcado nenhum ponto na temporada 2015 da F1. O 12º lugar de Merhi em Silverstone foi o melhor resultado do time no ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube